A ATUALIDADE DA CONCEPÇÃO DE RADICALIDADE EM PAULO FREIRE NOS PRIMEIROS ESCRITOS NO EXÍLIO: DELINEAMENTOS PARA PRÁTICAS EDUCATIVAS NA DIREÇÃO DA EMANCIPAÇÃO HUMANA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46ied.especial.68380

Resumo

Este texto objetiva analisar a concepção de radicalidade humanizadora em Paulo Freire e as determinações que esse conceito engendra às práticas educativas com vistas à emancipação humana. Ele resulta de pesquisa bibliográfica nas obras “Pedagogia do Oprimido” (2013) e “Educação como prática de liberdade” (2015), e nas reflexões de apropriadores. A radicalidade humanizadora em Freire é produto da sua práxis, resultado da sua busca para compreender melhor os elementos da realidade e atuar de forma consciente rumo à transformação da realidade social. Com efeito, a radicalidade de Freire é humanizadora porque defende a emancipação humana. É humanizador salvaguardar a possibilidade de emancipação e da constituição do ser mais dos indivíduos a partir da construção coletiva e ativa, envolvendo diretamente os oprimidos.

PALAVRAS-CHAVE: Pedagogia Freireana. Radicalidade. Transformação Social. Práticas Educativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana de Sousa Alencar Marques, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina, Piauí, Brasil, esalencar123@ufpi.edu.br

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Piauí. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Piauí, vinculada à linha de pesquisa: Formação humana e processos educativos. Professora adjunta do Curso de Pedagogia no Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino na Universidade Federal do Piauí. Diretora do Centro de Ciências da Educação (2021-2025).

Josiane Sousa Costa de Oliveira, Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Timon, Maranhão, Brasil, josiane.oliveira@ifma.edu.br

Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - IFMA, atuando nas disciplinas pedagógicas na área da Educação. Mestrado em educação e Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Piauí. Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Histórico Críticas em Educação e Formação Humana - NEPSH.

Luiz Jesus Santos Bonfim, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina, Piauí, Brasil, luizbonfim@ufpi.edu.br

Professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI) no Campus Ministro Petrônio Portela no Centro de Ciências da Educação (CCE) em Teresina-PI ministrando disciplinas no Curso de Licenciatura em Educação do Campo e em outras licenciaturas nas áreas de Fundamentos da Educação e Disciplinas Pedagógicas. Mestre em educação e atualmente cursa doutorado em Educação - PPGED/UFPI. Integra o Núcleo de Estudos e Pesquisas Histórico Críticas em Educação e Formação Humana - NEPSH.

Downloads

Publicado

2021-10-05

Como Citar

MARQUES, E. de S. A. .; OLIVEIRA, J. S. C. de; BONFIM, L. J. S. A ATUALIDADE DA CONCEPÇÃO DE RADICALIDADE EM PAULO FREIRE NOS PRIMEIROS ESCRITOS NO EXÍLIO: DELINEAMENTOS PARA PRÁTICAS EDUCATIVAS NA DIREÇÃO DA EMANCIPAÇÃO HUMANA. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 46, n. ed.especial, p. 962–976, 2021. DOI: 10.5216/ia.v46ied.especial.68380. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/68380. Acesso em: 3 out. 2022.