A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM TEMPOS DE ESCALADA DA RACIONALIDADE INSTRUMENTAL

Autores

  • Simone de Magalhães Vieira Barcelos Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia, Goiás, Brasil, vieirabarcelos@hotmail.com https://orcid.org/0000-0002-6763-621X

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46i3.65168

Resumo

O presente artigo tem como finalidade discutir a formação de professores no Brasil considerando a escalada da racionalidade instrumental no campo da educação. A pesquisa é de natureza teórica e parte do entendimento de que há sintonia entre governo federal e as orientações de organismos multilaterais no que diz respeito à elaboração e difusão das políticas nacionais para o campo da educação. Mostramos como a racionalidade técnica se manifesta no campo da educação e como essa intervenção tem se intensificado e acelerado nos últimos anos. Reafirmamos a importância de compreender o presente com vistas a fomentar formas de enfrentamento e resistência ao projeto societal neoliberal em curso.

PALAVRAS-CHAVE: Educação. Racionalidade Burguesa. Resistência. Humanização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone de Magalhães Vieira Barcelos, Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia, Goiás, Brasil, vieirabarcelos@hotmail.com

Doutora em Educação, Mestre em Educação e Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Goiás nos anos de: 2017, 2004 e 1991 respectivamente. Professora efetiva/DE da Universidade Estadual de Goiás com atuação desde 2010 na área de Fundamentos da Educação.

Downloads

Publicado

2021-12-24

Como Citar

BARCELOS, S. de M. V. A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM TEMPOS DE ESCALADA DA RACIONALIDADE INSTRUMENTAL . Revista Inter Ação, Goiânia, v. 46, n. 3, p. 1564–1577, 2021. DOI: 10.5216/ia.v46i3.65168. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/65168. Acesso em: 24 maio. 2022.