Perfil dos ingressantes na licenciatura em Educação Física e suas experiências com as ginásticas competitivas

Autores

  • Bruna Sontag Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, Paraná, Brasil, sontagbruna@gmail.com
  • Verónica Gabriela Silva Piovani Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Marechal Cândido Rondon, Paraná, Brasil, veronica.piovani@unioeste.b
  • Jorge Both Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil, jorgeboth@uel.br
  • Ieda Parra Barbosa-Rinaldi Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, Paraná, Brasil, parrarinaldi@hotmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v24.61597

Palavras-chave:

Formação profissional, Ginástica, Educação Física Licenciatura

Resumo

O objetivo foi analisar as características dos estudantes ingressantes na Licenciatura em Educação Física (EF) frente às atividades de ginástica de competição desenvolvidas durante sua Educação Básica. Participaram 168 alunos ingressantes no ano de 2017 em cursos de Licenciatura em EF de quatro universidades públicas do Paraná. Utilizou-se um questionário com informações sócio demográficas e questões fechadas. Para a análise utilizou-se a estatística descritiva e indutiva. Observou-se que 81,5% dos alunos não tiveram ginástica de competição na EF escolar e 17,9% tiveram a vivência fora da mesma. Conclui-se que a maioria dos alunos do presente estudo tiveram o primeiro contato com a ginástica de competição na graduação, fator que dificulta o aprendizado durante o curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Sontag, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, Paraná, Brasil, sontagbruna@gmail.com

Graduada em Bacharelado em Educação Física pela Universidade Estadual de  Maringá. 

Verónica Gabriela Silva Piovani, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Marechal Cândido Rondon, Paraná, Brasil, veronica.piovani@unioeste.b

Graduada em Educação Física pelo Instituto Superior de Educación Física (ISEF) - Universidad de la Republica (UDELAR) - Uruguai. Mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Brasil. Estudante de doutorado do Programa de Pós-graduação Associado em Educação Física UEL/UEM - Brasil. Docente Assistente do Centro de Ciências Humanas, Educação e Letras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Brasil.

Jorge Both, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil, jorgeboth@uel.br

Graduado em Educação Física e Especialista em Atividade Física Direcionada à Promoção da Saúde pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Brasil. Doutor e Mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Brasil. Docente Adjunto da Universidade Estadual de Londrina (UEL), atuando no Departamento de Educação Física e no Programa de Pós-graduação Associado em Educação Física UEL/UEM.

Ieda Parra Barbosa-Rinaldi, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, Paraná, Brasil, parrarinaldi@hotmail.com

Doutora e Mestre em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (Brasil), Especialista em Educação Física Infantil pela Universidade Estadual de Maringá - UEM (Brasil) e graduada em Educação Física pela UEM (Brasil). Docente Associada-Tide C do Departamento de Educação Física da UEM. Coordenadora do Mestrado Profissional em Educação Física (PROEF), no polo da UEM e docente do Programa de Pós-graduação Associado em Educação Física UEL/UEM.

Downloads

Publicado

08-03-2021

Como Citar

Sontag, B., Piovani, V. G. S., Both, J., & Barbosa-Rinaldi, I. P. (2021). Perfil dos ingressantes na licenciatura em Educação Física e suas experiências com as ginásticas competitivas. Pensar a Prática, 24. https://doi.org/10.5216/rpp.v24.61597

Edição

Seção

Artigos Originais