Trabalho da educação física na internação psiquiátrica:

a percepção da equipe de profissionais de saúde

Autores

  • Rafael de Lima Magalhães Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, rafinhamag@hotmail.com
  • Gisele Battistelli Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, gbattistelli@hcpa.edu.br
  • Michele Casser Csordas Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, mcsordas@hcpa.edu.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v24.56835

Palavras-chave:

educação física

Resumo

O estudo analisou a percepção da equipe multidisciplinar sobre o trabalho do profissional de Educação Física em uma unidade de internação psiquiátrica. De abordagem qualitativa, com entrevistas realizadas com 09 trabalhadores de diferentes categorias profissionais da internação psiquiátrica, os resultados sugerem que os demais profissionais identificam a atuação do educador físico na internação psiquiátrica, porém apontam dificuldades para entender o trabalho destes profissionais e suas funções com os pacientes. Concluiu-se, então, que o trabalho do profissional de Educação Física é reconhecido e considerado importante pelos demais profissionais atuantes na internação psiquiátrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Battistelli, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, gbattistelli@hcpa.edu.br

Mestre em Reabilitação e Inclusão. Profissional de Educação Física no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

Michele Casser Csordas, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, mcsordas@hcpa.edu.br

Mestre em Saúde e Desenvolvimento Humano. Profissional de Educação Física no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Downloads

Publicado

08-03-2021

Como Citar

Magalhães, R. de L., Battistelli, G., & Csordas, M. C. (2021). Trabalho da educação física na internação psiquiátrica:: a percepção da equipe de profissionais de saúde. Pensar a Prática, 24. https://doi.org/10.5216/rpp.v24.56835

Edição

Seção

Artigos Originais