Manguetown: identidade, cultura e geografia no jornalismo cultural impresso

Autores

  • Angela Prysthon Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • André Telles do Rosário Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v8i1.24594

Palavras-chave:

Identidades. Jornalismo cultural. Manguebit. Representações culturais.

Resumo

Mediante o entrecruzamento de matérias dos jornais Folha de S. Paulo (de São Paulo) e Jornal do Commercio (do Recife) sobre o movimento Mangue (o Manguebit) no ano de 1996, o objetivo deste paper é indicar alguns modos de disseminação das noções de identidades (nacionais, regionais), as formas de negociação entre distintas representações culturais, e as tendências de articulação do global e do local nos mesmos espaços geográficos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angela Prysthon, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Professora e Doutora do Departamento de Comunicação da UFPE.

André Telles do Rosário, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Jornalista e pesquisador.

Downloads

Publicado

2013-06-12

Como Citar

PRYSTHON, A.; ROSÁRIO, A. T. do. Manguetown: identidade, cultura e geografia no jornalismo cultural impresso. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 8, n. 1, p. 47–52, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v8i1.24594. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/24594. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos