Epistemologia e comunicabilidade: as crises das ciências, ante a perspectiva da centralidade do conceito de comunicação

Autores

  • Luiz Signates Universidade Federal de Goiás (UFG)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v15i2.24573

Palavras-chave:

Epistemologia da comunicação. Crise da ciência. Ciência da comunicação.

Resumo

Trata este texto de uma análise epistemológica da ciência, em direção à perspectiva da centralidade do conceito de comunicação. Inicialmente, efetua uma breve digressão sobre três crises das ciências: a crise da verdade, a crise das disciplinas e a crise social da ciência. Em seguida, avalia o estágio em que se encontra o debate teórico-epistemológico do campo científico da comunicação e posiciona o conceito de comunicação como aspecto central do problema epistemológico das ciências, no mundo contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Signates, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Professor adjunto da Universidade Federal de Goiás e da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Membro permanente do corpo docente do PPG em Comunicação da UFG, linha de pesquisa Mídia e Cultura. Pós-doutor pela Unisinos e Doutor pela ECA-USP. Coordenador de Goiás do Procad240/2007 “Crítica Epistemológica”.

Downloads

Publicado

2013-06-11

Como Citar

SIGNATES, L. Epistemologia e comunicabilidade: as crises das ciências, ante a perspectiva da centralidade do conceito de comunicação. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 15, n. 2, p. 133–148, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v15i2.24573. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/24573. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos