Editoriais jornalísticos sobre ecologia: opinião privada como opinião publicamente mediada

Autores

  • Antonio Teixeira de Barros Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v3i1.22864

Palavras-chave:

Imprensa e ecologia. Jornalismo opinativo e ecologia. Editoriais jornalísticos.

Resumo

Analisa editoriais jornalísticos sobre meio ambiente publicados pelos jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo e Jornal do Brasil nas décadas de 1970 (Eco 72) a 1990 (Eco 92). Constata que a opinião é utilizada como suporte da informação, ou seja, os editoriais figuram mais como elementos de apoio à cobertura noticiosa, tanto que se referem, em sua maioria, aos assuntos que aparecem com maior ênfase nos textos noticiosos, como estratégia para fixar na opinião pública o enfoque da cobertura informativa.

 

 

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Teixeira de Barros, Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).

Doutor em Sociologia e mestre em Comunicação, Professor do Curso de Comunicação Social do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).

Downloads

Publicado

2013-02-28

Como Citar

BARROS, A. T. de. Editoriais jornalísticos sobre ecologia: opinião privada como opinião publicamente mediada. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 3, n. 1, p. 65–79, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v3i1.22864. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/22864. Acesso em: 24 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos