Meios de comunicação e notícias na reconstrução da participação das mulheres nas eleições e no crime organizado

Autores

  • Josefina Hernández Téllez Universidad Autónoma del Estado de Hidalgo (UAEH)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v14i2.22452

Palavras-chave:

Jornalismo. Candidatas. Eleições. Crime Organizado.

Resumo

Na confirmação cotidiana sobre o lugar privilegiado que os meios de comunicação possuem a vida moderna e os tornam uma  vitrine da vida política e social do país, a revisão e a análise de seus conteúdos a respeito da participação das mulheres em dois cenários, opostos mas significativos, como são as eleições e o crime organizado, ajudam a entendem e explicar o lugar real e imaginário que a metade da população ocupa na sociedade mexicana. Os textos jornalísticos se convertem assim em indicadores fieis do lugar alcançado por mulheres na vida pública e é, por meio da notícia que podemos responder algumas questões provocadoras: basta aparecer nos meios para pensar que as mulheres já estão em igualdade de condições e de oportunidades? A que armadilhas chegamos nas análises dos meios que não nos permitem ver as partes e somente ver o todo? Tem importância a diferença e perspectiva de gênero como ferramenta de estudo e como arma política dentro desta área chamada de informação e conhecimento?

 

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07-02-2013

Como Citar

TÉLLEZ, J. H. Meios de comunicação e notícias na reconstrução da participação das mulheres nas eleições e no crime organizado. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 14, n. 2, p. 169–194, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v14i2.22452. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/22452. Acesso em: 22 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos