Implante 3D de copoliamida associada à elastômero termoplástico (PCTPE) para reparação traqueal de coelhos (Oryctolagus cuniculus): estudo preliminar

Autores

Resumo

Defeitos de grandes segmentos traqueais podem apresentar sério problema clínico, devido à ausência de substitutos na cirurgia reconstrutiva. Os biomateriais poliméricos estão entre os mais utilizados na medicina. Entretanto, a implantação de um biomaterial desencadeia uma série de eventos biológicos e a biocompatibilidade do material é de extrema importância para a medicina regenerativa. Objetivou-se com este estudo avaliar o uso da copoliamida associada ao elastômero termoplástico (PCTPE) em próteses impressas em 3D para reparação de defeitos parciais da traqueia de coelhos. Foram utilizados 16 coelhos machos da raça Nova Zelândia Branco, submetidos à criação de um defeito parcial de traqueia na região ventral do 4º ao 8º anel traqueal. Os animais foram subdivididos (n=4) de acordo com o momento das eutanásias, programadas com intervalo de sete (G7), quinze (G15), trinta (G30) e sessenta dias (G60). A análise histopatológica por hematoxilina e eosina (HE) revelou que o implante 3D de PCTPE apresentou reação do tipo corpo estranho e a inflamação persistiu até os 60 dias de avaliação. A histoquímica de picrosirius vermelho revelou tendência de maior quantidade de colágeno tipo I nos tempos iniciais de inflamação, enquanto o colágeno tipo III foi predominante nos períodos tardios de avaliação. Pode- se sugerir reação exacerbada e não adequada da interface tecido-material e perpetuação do processo inflamatório.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

REIN, A.; CARRIJO DA COSTA, M.; MONTANHIN, G.; FERNANDES, G.; DALL’ AGNOL LEITE, M.; SALVITTI DE SÁ ROCHA, T. A.; UNGER CARRA, G. J.; DE OLIVEIRA VASCONCELOS, R.; GOSUEN GONÇALVES DIAS, L. G.; CASTRO MORAES, P. Implante 3D de copoliamida associada à elastômero termoplástico (PCTPE) para reparação traqueal de coelhos (Oryctolagus cuniculus): estudo preliminar. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 25, 2024. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/76225. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA