Microscopia especular das diferentes regiões da córnea de suínos - estudo ex vivo

Autores

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a densidade endotelial e a hexagonalidade das células endoteliais nas diferentes regiões da córnea de suínos utilizando a microscopia especular de contato. Foram estudados 24 bulbos oculares de 12 suínos (Sus scrofa domesticus), machos, com seis meses de idade e da raça Large White. A microscopia especular de contato foi realizada nas regiões central, superior, inferior, lateral e medial. A densidade endotelial média na região central foi de 1865 células/mm², na região superior foi de 1877 células/mm², na região inferior foi de 1854 células/mm², na região lateral foi de 1847 células/mm² e na região medial foi de 1831 células/mm². Na região central, a hexagonalidade foi de 53%, na região superior foi de 54%, na região inferior foi de 54%, na região lateral foi de 54%, na região medial foi de 54%. Não foram observadas diferenças significativas na densidade celular e na hexagonalidade nas diferentes regiões da córnea analisadas. Este estudo demonstrou que a densidade endotelial e a hexagonalidade da área central da córnea representam todo o mosaico endotelial.
Palavras-chave: córnea; endotélio; morfologia; contagem celular; suíno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2023-05-15

Como Citar

VALIM BORGES DE VARGAS , E.; MARCHIONATTI PIGATTO , A.; SILVA ROCHA , R.; EDUARDA MATTOS FRANCESCHINI , M.; PIGATTO, J. A. T. Microscopia especular das diferentes regiões da córnea de suínos - estudo ex vivo . Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 24, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/75138. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA