Soroprevalência e fatores de risco associados à leucose em bovinos de Villlavicencio, Colômbia

Autores

Resumo

A leucose bovina é causada por um vírus oncogênico do gênero Deltaretrovirus, causando prejuízos associados à queda dos indicadores produtivos e restrições à exportação de bovinos e derivados. A doença tem um período de incubação prolongado entre 1 e 5 anos e os anticorpos podem ser detectados 2 a 3 semanas após a infecção. A doença pode se apresentar de forma assintomática, e evoluir para linfocitose persistente ou linfossarcoma. O objetivo do estudo foi estimar a prevalência e os fatores de risco associados à leucose bovina em Villavicencio, Colômbia. Amostras de sangue foram coletadas de 636 animais, obtidos aleatoriamente de 24 rebanhos. As amostras foram analisadas com o kit Competition ELISA para detecção de anticorpos anti-gp51. Foram coletadas informações sobre possíveis fatores de risco, se realizo um analise univariado entre as variáveis e a presença da seropositividad a leukosis bovina mediante o cálculo do OR e X2, as variáveis estatisticamente significativas com p<0,05 foram incluídas em uma análise multivariada de regressão linear. A soroprevalência geral foi de 24,6% e a soroprevalência do rebanho foi de 83,3%. A soroprevalência foi de 21,3% em machos e 25,0% em fêmeas. Os fatores de risco identificados foram: aborto, vacas não reprodutivas, inseminação artificial e uso de agulha comum, raça crioula e exposições de gado. O estudo confirmou a presença de leucose bovina associada a fatores reprodutivos e de manejo.
Palavras-chave: linfocitose persistente bovina; linfoma bovino; vírus infeccioso crônico bovino; leucose bovina; ELISA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2023-03-08

Como Citar

CONDE-MUÑOZ, J.; REYES-BERNAL, N.; GUATIBONZA-GARZON, M. F.; TOBON, J. C.; LEAL VALERO, D.; GUZMAN BARRAGAN, B. L. Soroprevalência e fatores de risco associados à leucose em bovinos de Villlavicencio, Colômbia. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 24, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/74298. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA