FREQUÊNCIA DE ANTICORPOS ANTI-TOXOPLASMA GONDII EM CÃES COM SINAIS CLÍNICOS COMPATÍVEIS COM TOXOPLASMOSE

Autores

  • Fernanda Pinto Ferreira Universidade Estadual de Londrina http://orcid.org/0000-0003-0554-0252
  • Ana Carolina Miura Universidade Estadual de Londrina
  • Marcelle Mareze Universidade Estadual de Londrina
  • João Luis Garcia Universidade Estadual de Londrina
  • Roberta Lemos Freire Universidade Estadual de Londrina
  • Italmar Teodorico Navarro Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab17440999

Palavras-chave:

Toxoplasma gondii, caninos, RIFI, zoonose, sorologia, sinais clínicos

Resumo

O objetivo deste trabalho foi detectar anticorposcontra T. gondii emcãescom sinais clínicoscompatíveis com toxoplasmose atendidos em um Hospital Veterinário. Foram submetidos a sorologia 598 cães no período de 1993 a 2013. A pesquisa de anticorpos da classe IgG contra T. gondii foi realizada pela Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI); amostras com título ? 16 foram consideradas positivas. Entre os cães com sinais clínicos, 259 (43,31%) foram soropositivos para T. gondii com títulos variando de 16 a 4096; já entre os animais hígidos, 79 (22,25%) foram reagentes. Os sinais mais evidentes foram os neurológicos (30,43%) e uveíte (8,03%). Entre as variáveis raça, sexo e idade, apenas a última exerceu influência sobre os resultados observados, com maior frequência de soropositivos em cães idosos.

Palavras-chave: caninos; RIFI; sinais clínicos; sorologia; Toxoplasma gondii; zoonose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Pinto Ferreira, Universidade Estadual de Londrina

Possui graduação em medicina veterinária (2012), residência em Zoonoses e Saúde Pública (2014), atualmente é mestranda do Programa de Pós graduação em Cinência Animal pela Universidade Estadual de Londrina. 

Trabalha na área de Zoonoses e Saúde Pública/ Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Ana Carolina Miura, Universidade Estadual de Londrina

Área de Zoonoses e Saúde Pública/ Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Marcelle Mareze, Universidade Estadual de Londrina

Área de Zoonoses e Saúde Pública/ Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

João Luis Garcia, Universidade Estadual de Londrina

Área de Parasitologia Veterinária/ Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Roberta Lemos Freire, Universidade Estadual de Londrina

Área de Zoonoses e Saúde Pública/ Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Italmar Teodorico Navarro, Universidade Estadual de Londrina

Área de Zoonoses e Saúde Pública/ Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Downloads

Publicado

2016-10-28

Como Citar

FERREIRA, F. P.; MIURA, A. C.; MAREZE, M.; GARCIA, J. L.; FREIRE, R. L.; NAVARRO, I. T. FREQUÊNCIA DE ANTICORPOS ANTI-TOXOPLASMA GONDII EM CÃES COM SINAIS CLÍNICOS COMPATÍVEIS COM TOXOPLASMOSE. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 17, n. 4, p. 640–646, 2016. DOI: 10.1590/cab17440999. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/40999. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária