EFEITOS DA INCLUSÃO DE LEVEDURAS (Saccharomyces cerevisae) ASSOCIADOS OU NÃO A ANTIBIÓTICOS NA ALIMENTAÇÃO DE FRANGOS DE CORTE

Autores

  • Sebastião Gonçalves Franco
  • Antonio Carlos Pedroso
  • Celso Grigoletti

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v6i2.357

Resumo

Foram utilizados 1.280 frangos de corte, de ambos os sexos e criados separadamente, com o objetivo de avaliar a utilização de leveduras vivas e mortas de Saccharomyces cerevisae em substituição aos antibióticos (Olaquindox e Bacitracina de Zinco) utilizados como promotores de crescimento. A ração à base de milho, farelo de soja e farinha de carne foi fornecida ad libitum. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, utilizando-se quatro níveis de adição de leveduras (0%; 0,15%; 0,45% e 0,60%) com e sem antibiótico. A associação de levedura e antibiótico resultou em menor consumo de ração e ganho de peso (P<0,05) aos 21 dias de idade, fato verificado aos 42 dias somente em presença de níveis de 0,45% e 0,60%. O uso separado de leveduras e antibiótico não apresentou diferenças significativas entre os tratamentos. Os resultados nas condições desse experimento demonstraram que as leveduras podem substituir os antibióticos testados na ração de frangos de corte, com eficiência semelhante à dos antibióticos em relação ao ganho de peso, conversão alimentar e consumo de ração. PALAVRAS-CHAVE: Aditivos, frangos de corte, leveduras, nutrição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-30

Como Citar

FRANCO, S. G.; PEDROSO, A. C.; GRIGOLETTI, C. EFEITOS DA INCLUSÃO DE LEVEDURAS (Saccharomyces cerevisae) ASSOCIADOS OU NÃO A ANTIBIÓTICOS NA ALIMENTAÇÃO DE FRANGOS DE CORTE. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 6, n. 2, p. 79–85, 2006. DOI: 10.5216/cab.v6i2.357. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/357. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal