SENSIBILIDADE DO LAMINOCULTIVO DERMATOBAC® PARA O DIAGNÓSTICO DA ENDOMETRITE FÚNGICA EM ÉGUAS

Autores

  • Eriky Akio de Oliveira Tongu Universidade de Santo Amaro - UNISA
  • Carlos Peleschi Taborda Departamento de Ciências Biomédicas, Universidade de São Paulo - USP
  • Shirlei Aparecida Vieira Marques Departamento de Ciências Biomédicas, Universidade de São Paulo - USP
  • Gustavo Mendes Gomes Universidade Severino Sombra - USS
  • Letícia Patrão de Macedo Gomes Universidade Severino Sombra - USS
  • Kleber da Cunha Peixoto Jr. Universidade de Santo Amaro - UNISA
  • André Maciel Crespilho Universidade de Santo Amaro- UNISA Laboratório de Reprodução Animal

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v16i4.31444

Palavras-chave:

Reprodução Animal, Sanidade Animal, Clínica Médica de Equinos

Resumo

Dentre os diferentes fatores etiológicos, a endometrite fúngica representa uma causa frequente deinfertilidade na égua. Nesse sentido, dois experimentos foram realizados para avaliar a sensibilidadedo Dermatobac®, sistema originalmente desenvolvido para o isolamento de fungos de interesse emMedicina Humana. No Experimento 1, cepas padrão de Candida (n=4) e Aspergyllus (n=1) foramsemeadas assepticamente e em duplicata no sistema Dermatobac®, acompanhando-se o crescimentofúngico a cada 24 horas por 7 dias. Para o Experimento 2, foram selecionadas 34 éguas, submetidasà colheita de material uterino para o plaqueamento em Dermatobac® e realização de esfregaços parapesquisa direta de fungos (Controle). No Experimento 1, foi possível a observação macroscópica detodas as cepas de Candida e Aspergyllus a partir de 24 horas do início do cultivo microbiológico.No Experimento 2, foi constatada a presença de leveduras nas lâminas citológicas de cinco animais(14,71%), resultados também confirmados na semeadura em Dermatobac® (sensibilidade de 100%).Foram observados cinco casos falso-positivos caracterizados pelo crescimento microbiológico emsistema Dermatobac® não confirmados através da citologia endometrial, resultados que determinarama especificidade de 85%. No entanto, todos os casos falso-positivos foram atribuídos a microrganismoscontaminantes que apresentaram morfologia diferenciada e tempo de crescimento superior (P<0,05)ao apresentado pelos principais agentes etiológicos das endometrites fúngicas equinas. Conclui-seque o sistema Dermatobac® é eficiente para o diagnóstico macroscópico da endometrite fúngica emequinos, gerando informações visuais a partir de 24 horas de cultivo.

Palavras-Chave: Dermatobac®; diagnóstico; éguas; endometrite; fungos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-10-30

Como Citar

TONGU, E. A. de O.; TABORDA, C. P.; MARQUES, S. A. V.; GOMES, G. M.; GOMES, L. P. de M.; PEIXOTO JR., K. da C.; CRESPILHO, A. M. SENSIBILIDADE DO LAMINOCULTIVO DERMATOBAC® PARA O DIAGNÓSTICO DA ENDOMETRITE FÚNGICA EM ÉGUAS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 16, n. 4, p. 598–607, 2015. DOI: 10.1590/cab.v16i4.31444. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/31444. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária