EFEITOS DA ADIÇÃO DE DIFERENTES NÍVEIS DE LEVEDURA DESIDRATADA SOBRE O DESEMPENHO DE LEITÕES NA FASE INICIAL

Autores

  • Eurípedes L. Lopes
  • Otto Mack Junqueira
  • Ricardo L. C. Barbalho
  • Romão da Cunha Nunes

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v3i2.289

Resumo

Com o objetivo de avaliar os efeitos da adição de diferentes níveis de levedura desidratada por spray-dryer sobre o desempenho de leitões na fase inicial conduziu-se um experimento durante 42 dias na Fazenda Santo Ignácio de Loyola, no município de Brotas, Estado de São Paulo. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos – 0%, 3%, 6% e 9% – de inclusão de levedura desidratada, com cinco repetições cada. A unidade experimental foi constituída por 14 leitões desmamados aos 26 dias de idade. Os resultados permitiram concluir que a levedura desidratada pode ser adicionada em até 9% nas rações para leitões na fase inicial sem que ocorra prejuízo no desempenho produtivo, e a inclusão deste subproduto depende, exclusivamente, do seu custo. PALAVRAS-CHAVE: Levedura desidratada, desempenho, leitões

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-25

Como Citar

LOPES, E. L.; JUNQUEIRA, O. M.; BARBALHO, R. L. C.; NUNES, R. da C. EFEITOS DA ADIÇÃO DE DIFERENTES NÍVEIS DE LEVEDURA DESIDRATADA SOBRE O DESEMPENHO DE LEITÕES NA FASE INICIAL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 3, n. 2, p. 21–25, 2006. DOI: 10.5216/cab.v3i2.289. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/289. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal