USO DE ÓLEOS ESSENCIAIS NO CONTROLE DOS SINAIS CLÍNICOS DAS DIARREIAS NEONATAIS EM LEITÕES NASCIDOS DE FÊMEAS COM DIFERENTES ORDENS DE PARTO

Autores

  • Carlos Augusto Rossi Universidade Federal de Santa Maria
  • Marcelo Soares
  • Franciele Camila Luchese
  • Janio Morais Santurio

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v16i1.19669

Palavras-chave:

enrofloxacina, Origanum vulgare, Rosmarinus officinalis labiatae

Resumo

Este estudo avaliou a emulsão líquida de óleos essenciais de orégano (Origanum vulgare) e alecrim (Rosmarinus officinalis labiatae) no controle dos sinais clínicos da diarreia neonatal em leitões. Foram monitorados 1.334 leitões lactentes, com peso vivo médio inicial de 1,5kg, quanto aos sinais clínicos de diarreia neonatal. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado e com três tratamentos (T): (T1) controle (solução fisiológica), (T2) mescla dos óleos essenciais e (T3) enrofloxacina. Os animais que receberam o T1 apresentaram sinais clínicos característicos de diarreia diferindo (P<0,01) dos demais tratamentos. O percentual de cura da diarreia dos leitões não diferiu (P>0,01) entre os tratamentos, independente da ordem de partos (OP) das mães. Já leitões com sinais clínicos de diarreia, nascidos de fêmeas com OP inferior a três apresentaram maior percentual de cura (74,6%), se comparados aos leitões diarreicos de fêmeas com OP entre três e cinco (68,2%) e superior a cinco (56,4%). As análises microbiológicas das fezes e histológicas do epitélio ileal não apresentaram diferenças (P>0,01) entre os tratamentos. A emulsão com óleos essenciais de orégano e alecrim (2mL kg-1), para leitões entre zero e o oito dias de vida, pode vir a substituir a enrofloxacina no controle dos sinais clínicos das diarreias neonatais.

Palavras-Chave: enrofloxacina; Origanum vulgare; Rosmarinus officinalis labiatae.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-01-31

Como Citar

ROSSI, C. A.; SOARES, M.; LUCHESE, F. C.; SANTURIO, J. M. USO DE ÓLEOS ESSENCIAIS NO CONTROLE DOS SINAIS CLÍNICOS DAS DIARREIAS NEONATAIS EM LEITÕES NASCIDOS DE FÊMEAS COM DIFERENTES ORDENS DE PARTO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 16, n. 1, p. 93–102, 2015. DOI: 10.1590/cab.v16i1.19669. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/19669. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária