ESTIMATIVA DA DATA DO PARTO EM CADELAS ROTTWEILER ATRAVÉS DA BIOMETRIA FETAL REALIZADA POR ULTRASSONOGRAFIA

Autores

  • Maria Juliana Teixeira UFRPE
  • Daniela Maria Bastos de Souza UFRPE
  • Karina Costa Moreira de Melo UFRPE
  • Áurea Wischral UFRPE

Palavras-chave:

gestação, feto, ultra-som

Resumo

Utilizou-se a ultrassonografia neste experimento para avaliar o desenvolvimento fetal e determinar a idade gestacional em cadelas Rottweiler. Tomaram-se e avaliaram-se as medidas da vesícula embrionária/fetal (VE) e do corpo fetal mediante análise de regressão, estabelecendo-se as equações de regressão linear e seus coeficientes. Os diâmetros biparietal (DBP) e do abdome (DA) dos fetos foram os que apresentaram os melhores resultados, considerando-se os coeficientes de correlação (0,89 e 0,90, respectivamente) com a idade fetal e a facilidade de mensuração ao longo da gestação. Com base nos dados obtidos, conclui-se que é possível estimar o momento do parto em cadelas Rottweiler a partir das mensurações e equações obtidas para essa raça.

PALAVRAS-CHAVES: Cão, feto, gestação, ultrassom.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Juliana Teixeira, UFRPE

Programa de Pós-graduação em Ciência Veterinária - Depto de Medicina Veterinária

Daniela Maria Bastos de Souza, UFRPE

Programa de Pós-graduação em Ciência Veterinária - Dpto de Medicina veterinária

Karina Costa Moreira de Melo, UFRPE

Programa de Pós-graduação em Ciência Veterinária/ Depto der Medicina Veterinária

Áurea Wischral, UFRPE

UFRPE- Departamento de Medicina Veterinária. Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n. Dois Irmãos. CEP 52171-900  Recife/PE

Downloads

Publicado

2009-09-30

Como Citar

TEIXEIRA, M. J.; DE SOUZA, D. M. B.; DE MELO, K. C. M.; WISCHRAL, Áurea. ESTIMATIVA DA DATA DO PARTO EM CADELAS ROTTWEILER ATRAVÉS DA BIOMETRIA FETAL REALIZADA POR ULTRASSONOGRAFIA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 10, n. 3, p. 853–861, 2009. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1828. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Medicina Veterinária