DIGESTIBILIDADE DA CANA-DE-ACÚCAR HIDROLISADA, IN NATURA E ENSILADA PARA BOVINOS

Autores

  • Mauro Dal Secco de Oliveira
  • Antonio Tadeu de Andrade
  • José Carlos Barbosa
  • Tiago Máximo da Silva
  • Alexandre Rodrigo Mendes Fernandes
  • Eduardo Caldeirão
  • Arnaldo Carabolante

Resumo

O objetivo deste trabalho foi determinar a digestibilidade ruminal in vitro da matéria seca (DIVMS), da fibra em detergente neutro (DIVFDN), da fibra em detergente ácido (DIVFDA) e da lignina (DIVL) de duas variedades (IAC 862480 e RB 835453) de cana-de-açúcar hidrolisadas com zero %, 0,5% e 1,0% de cal, durante três horas, in natura e ensiladas durante sessenta dias. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 x 2 x 2 com três repetições. Não houve influência dos níveis de cal na DIVFDA e da DIVL da cana-de-açúcar. As DIVMS, DIVFDA e da DIVL foram aumentadas em função dos níveis crescentes de cal, todavia, as médias de digestibilidade nos níveis de 0,5% e 1,0% assemelharam-se estatisticamente (P>0,05). A variedade IAC 862480 apresentou maior DIVMS, DIVFDN e da DIVFDA, considerando-se os níveis de cal utilizados, entretanto a DIVFDN foi maior apenas para a silagem de cana (P<0,01) nos níveis de 0,5% e 1,0% de cal. De modo geral, a hidrólise da cana-de-açúcar, com o nível de 0,5% de cal processada, mostrou-se mais interessante do ponto de vista da digestibilidade dos nutrientes estudados. No caso da silagem de cana-de-açúcar, o nível de 1,0% mostrou-se mais eficiente em melhorar a digestibilidade. PALAVRAS-CHAVE: Bovino, in vitro, óxido de cálcio (cal), silagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-04-20

Como Citar

OLIVEIRA, M. D. S. de; ANDRADE, A. T. de; BARBOSA, J. C.; SILVA, T. M. da; FERNANDES, A. R. M.; CALDEIRÃO, E.; CARABOLANTE, A. DIGESTIBILIDADE DA CANA-DE-ACÚCAR HIDROLISADA, IN NATURA E ENSILADA PARA BOVINOS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 41–50, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1157. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Produção Animal