PRINCIPAIS PARASITOS INTESTINAIS DIAGNOSTICADOS EM GALINHAS DOMÉSTICAS CRIADAS EM REGIME EXTENSIVO NA MUNICIPALIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ

Autores

  • Francimar Fernandes Gomes Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Helaíne Hadad Simões Machado Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Luciana da Silva Lemos Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Luciano Grillo de Almeida Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Rogério Figueiredo Daher Universidade Estadual do Norte Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v10i3.1095

Palavras-chave:

Parasitologia, aves

Resumo

Um estudo sobre as parasitoses que ocorrem em galinhas domésticas criadas em regime extensivo na região de Campos dos Goytacazes, RJ, foi realizado durante o ano de 2004. Este se baseou na realização de necropsias, análises de amostras de fezes de 51 aves, bem como na comparação entre os métodos empregados. Os ovos de parasitas encontrados nos exames coproparasitológicos pertenciam a helmintos dos gêneros Heterakis, Ascaridia, Capillaria, Oxyspirura, Cheylospirura e Strongyloides. O único cestoide encontrado foi o do gênero Raillietina. Nesta pesquisa os resultados qualitativos das técnicas laboratoriais de exame de fezes coincidiram na maioria das vezes com os resultados das necropsias, tendo demonstrado maior eficiência apenas no diagnóstico da presença do coccídeo Eimeria sp, pela visualização dos oocistos do parasito.

PALAVRAS-CHAVES: Aves domésticas, necropsia, parasitoses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francimar Fernandes Gomes, Universidade Estadual do Norte Fluminense

Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF)/ Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias (CCTA)/ Laboratório de Sanidade Animal (LSA)

Downloads

Publicado

2009-09-30

Como Citar

GOMES, F. F.; SIMÕES MACHADO, H. H.; LEMOS, L. da S.; DE ALMEIDA, L. G.; DAHER, R. F. PRINCIPAIS PARASITOS INTESTINAIS DIAGNOSTICADOS EM GALINHAS DOMÉSTICAS CRIADAS EM REGIME EXTENSIVO NA MUNICIPALIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 10, n. 3, p. 818–822, 2009. DOI: 10.5216/cab.v10i3.1095. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/1095. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária