TRANSDISCIPLINARIDADE:

EPISTEMOLOGIA E ÓTICA DO CORPO DOCENTE DO CURSO DE NATUROLOGIA DA UNISUL

Autores

  • Ana Otero de Olivera Mendonça Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Santa Catarina, Brasil, ana.otero.mendonca@gmail.com
  • Claudia Tietsche Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópilis, Santa Catarina, Brasil, claudia.tietsche@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/teri.v10i1.63505

Palavras-chave:

Transdisciplinaridade, Naturologia, Educação

Resumo

O presente estudo se iniciou a partir de uma reflexão sobre o fazer científico dentro do curso de Naturologia da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Como recorte perspectivo, buscou-se compreender a Transdisciplinaridade, conceito fundamental tanto para a pós-modernidade quanto na construção curricular da graduação em Naturologia da UNISUL. Como metodologia, observou-se de modo hermenêutico-fenomenológico a oralidade docente, levantada por meio de um encontro-pesquisa, em que foram averiguados a formação e o entendimento transdisciplinar dos docentes. A partir das entrevistas, foram construídas as Interpretações Essenciais Sintéticas (IES), que significaram a compreensão dos temas. Dessa maneira, os resultados foram organizados em: Educação, Naturologia e Transdisciplinaridade e suas subcategorias adjacentes. Sucessivamente, essas categorias seguiram uma dialética hermenêutica em espiral. Trazer à luz o entendimento da Transdisciplinaridade, implica no pensar sobre a não-hierarquização dos saberes, possibilitando um valor ético, humano e ecossistêmico, que garante a vida em sua diversidade essencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Otero de Olivera Mendonça, Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Santa Catarina, Brasil, ana.otero.mendonca@gmail.com

Bacharela em Naturologia pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Mestranda em ciências da linguagem pelo PPGCL/UNISUL, na linha de pesquisa de linguagem e cultura, com enfoque em estudos decolonias na obra literária de Mia Couto. Educadora social em formação pela ONG moradia e cidadania em Educação Biocêntrica. Para além, atua na concepção artística de performances cênicas e coreográficas e como educadora corporal de crianças e adultos.

Claudia Tietsche, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópilis, Santa Catarina, Brasil, claudia.tietsche@gmail.com

Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (2003) e graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (2003), Pedagogia pelas Faculdades Integradas de Itararé - FAFIT-FACIC (2007); pós graduação (lacto sensu) em Biologia Molecular nas áreas Vegetal, Animal e Humana pela Universidade São Judas Tadeu - USJT (2005); Curso Livre de Fundamentação em Pedagogia Waldorf pela Federação das Escolas Waldorf do Brasil? FEWB (2014). Mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (2015).Doutoranda bolsista CAPES em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, na linha Educação e Comunicação - ECO; orientanda da professora doutora Gilka Girardello. Membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação - ANPED, Sociedade Antroposófica no Brasil - SAB e do Grupo de Pesquisa: Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte - NICA da UFSC.

Downloads

Publicado

31-12-2020

Como Citar

Mendonça, A. O. de O., & Tietsche, . C. (2020). TRANSDISCIPLINARIDADE: : EPISTEMOLOGIA E ÓTICA DO CORPO DOCENTE DO CURSO DE NATUROLOGIA DA UNISUL. Revista Terceiro Incluído, 10(1), 209–226. https://doi.org/10.5216/teri.v10i1.63505

Edição

Seção

ARTIGOS