Inclusão na Educação Superior: A Percepção do Professor Formador

Autores

  • Norma Maria Passos Vargas Universidade Estadual de Goiás (UEG), Anápolis, Goiás, Brasil, professoranormapassos@gmail.com
  • Marlene Barbosa de Freitas Reis Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiás, Brasil, marlenebfreis@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v34i1.77891

Resumo

Este artigo é um recorte dos resultados de uma pesquisa que possui como tema a inclusão na educação superior
(VARGAS, 2021). O objetivo geral foi compreender a formação dos professores que atuam no curso de
licenciatura em Pedagogia da UEG, Unidade Universitária de Anápolis, para formação de futuros professores
formadores para inclusão. Ancorado nos princípios da abordagem qualitativa de cunho exploratório, o estudo
realizou uma pesquisa bibliográfica e documental para, em seguida, coletar dados por meio de questionários
enviados via e-mail aos gestores da instituição, Coordenador da Unidade, Coordenadora Pedagógica da Unidade,
Coordenadora setorial do curso e, por fim, aos professores do curso de licenciatura em Pedagogia. Os resultados
apontam que a percepção dos professores formadores em relação à inclusão ainda é incipiente. Verifica-se que a
maioria deles são compromissados e sensibilizados com o assunto, mas alegam que não receberam formação
satisfatória para atuarem nesta modalidade de ensino. Os resultados também revelaram que os gestores pesquisados
do curso e os professores formadores identificam precariedades na estrutura para viabilizar acessibilidade física
de pessoas com deficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-05

Como Citar

VARGAS, N. M. P.; REIS, M. B. de F. Inclusão na Educação Superior: A Percepção do Professor Formador. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 34, n. 1, p. 13–31, 2023. DOI: 10.5216/rp.v34i1.77891. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/77891. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Educação e Diversidades: Interfaces com a Inclusão Escolar