Escola Sesc Pantanal: espaços e leitores no cotidiano Escolar

Autores

  • Lúcia Regina Silva de Oliveira
  • Jonê Carla Baião UERJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v29i2.57104

Resumo

Este texto trata da organização de espaços leitores numa dinâmica de turmas do 5º ano do Ensino Fundamental em uma escola situada no Pantanal Matogrossense, a Escola Sesc Pantanal. Temos uma interlocução com Yunes (2011) e Silva (2005) e outros autores que nos provocam olhar para o que a escola tem proporcionado aos alunos, quais espaços estão sendo disponibilizados e legitimizados pela escola e por todos os envolvidos no processo de formação do leitor no dia a dia. Encontramos o canto de leitura, a biblioteca e outros espaços que se redimensionam a partir do olhar do professor e dos leitores em formação. A pesquisa permitiu vislumbrar o quanto a escola se organiza para proporcionar espaços leitores com a mediação da professora e quanto os alunos se apropriam desses espaços e conseguem dar um significado singular a partir de seus interesses de leitura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Regina Silva de Oliveira

Mestre em Ensino do Programa de Pós-Graduação de Ensino em Educação Básica - PPGEB - UERJ.

Jonê Carla Baião, UERJ

Professora adjunta CAp-UERJ e do Programa de Pós-Graduação de Ensino em Educação Básica - PPGEB.

Downloads

Publicado

2019-02-08

Como Citar

OLIVEIRA, L. R. S. de; BAIÃO, J. C. Escola Sesc Pantanal: espaços e leitores no cotidiano Escolar. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 29, n. 2, 2019. DOI: 10.5216/rp.v29i2.57104. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/57104. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: O ensino de Língua Portuguesa e Literatura na escola: caminhos e possibilidades nos estudos de linguagem