Material concreto e tecnologias digitais: possibilidades para o ensino e a aprendizagem da Estatística

Autores

  • Camila Rubira Silva Universidade Federal do Rio Grande-FURG
  • Suzi Samá Universidade Federal do Rio Grande-FURG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v28i2.52773

Resumo

Na contemporaneidade, grande quantidade de informação contendo dados estatísticos é apresentada à população, demandando do leitor o conhecimento de conceitos básicos da Estatística para sua leitura e compreensão. Diante disso, evidenciamos a importância do estudo desta ciência desde a Educação Básica, uma vez que seu ensino possibilita ao estudante o desenvolvimento de habilidades e competências para o tratamento da informação. Assim, no presente artigo objetivamos apresentar um relato de experiência, à luz da teoria da biologia do conhecer proposta por Maturana e Varela (2005), realizado com base em observações tecidas ao longo do planejamento e execução de duas oficinas delineadas para promover o ensino e a aprendizagem da Estatística. Essas oficinas foram desenvolvidas com estudantes do 7° ano do ensino fundamental de uma escola da rede pública municipal da cidade do Rio Grande-RS. As atividades proporcionaram, por meio da construção de um espaço contextual e experimental, de material concreto e tecnologias digitais, o estudo de conceitos e procedimentos estatísticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Rubira Silva, Universidade Federal do Rio Grande-FURG

Graduação em Matemática Licenciatura, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Universidade Federal do Rio Grande-FURG.

Suzi Samá, Universidade Federal do Rio Grande-FURG

Graduação em Matemática Licenciatura, mestrado em Engenharia Oceânica e doutorado em Educação em Ciências: Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências.

Downloads

Publicado

2018-05-02

Como Citar

SILVA, C. R.; SAMÁ, S. Material concreto e tecnologias digitais: possibilidades para o ensino e a aprendizagem da Estatística. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 28, n. 2, 2018. DOI: 10.5216/rp.v28i2.52773. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/52773. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: O ensino de matemática na escola: prática e diversidade