Arte! Você disse ensino de arte?

Autores

  • Irley Machado Universidade Federal de Uberlândia.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v27i2.44713

Resumo

O presente artigo não traz respostas. Ele se propõe a interrogar o que consideramos arte e como trabalhar com ela na escola. Considerando que a arte fornece um espaço único, no interior de toda e qualquer civilização, para o estabelecimento de seus sistemas simbólicos, perguntamo-nos qual é a função social e pedagógica daquilo que interpretamos como sendo o ensino da arte. Como podem nossos arte-educadores desenvolver o gosto pela arte e criação dentro de nosso sistema educacional, respeitando a diversidade de inclinações e habilidades encontradas numa classe de 30 alunos? Se a arte pode abrir a porta do sonho e trazer à tona o que há de melhor em cada um de nós, como trabalhar com valores subjetivos de forma objetiva? Enfim, permitimo-nos mostrar alguns exemplos de experiências realizadas com a finalidade de trabalhar a arte dentro de sua função político-social, pedagógica e civilizatória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Irley Machado, Universidade Federal de Uberlândia.

Professora doutora da Universidade Federal de Uberlândia. Atua no Programa de Pós-Graduação em Teoria Literária do Instituto de Letras e Línguas (ILEEL-UFU) e é colaboradora do CRINI, Universidade de Nantes, França.

Downloads

Publicado

2016-12-21

Como Citar

MACHADO, I. Arte! Você disse ensino de arte?. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 27, n. 2, p. 149–162, 2016. DOI: 10.5216/rp.v27i2.44713. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/44713. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: O ensino de arte na escola: histórias, linguagens e metodologias