Síntese da Arte-Educação no Brasil: duzentos anos em seis mil palavras

Autores

  • Ana Mae Barbosa Professora da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v27i2.44693

Resumo

O texto discute o ensino de Arte na época da colonização, mostrando as mudanças em relação ao Positivismo, ao Liberalismo e ao Nacionalismo após a República. É dada grande importância para a modernização do ensino de Arte, e os problemas causados por duas ditaduras no país são explicados. Um lugar especial é dado à influência de John Dewey. As abordagens atuais são definidos como, por exemplo, Cultura Visual, Abordagem Triangular, Interculturalidade e Ecologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Mae Barbosa, Professora da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Doutora em Humanistic Education pela Boston University. Professora da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Downloads

Publicado

2016-12-21

Como Citar

BARBOSA, A. M. Síntese da Arte-Educação no Brasil: duzentos anos em seis mil palavras. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 27, n. 2, p. 19–39, 2016. DOI: 10.5216/rp.v27i2.44693. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/44693. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: O ensino de arte na escola: histórias, linguagens e metodologias