Política de acessibilidade na Universidade Federal de Goiás: construção do documento

Autores

  • Vanessa Helena Santana Dalla Dea Prograd/UFG
  • Cleomar de Sousa Rocha MediaLab/UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v28i1.43447

Resumo

A inclusão e permanência de discentes com deficiência no ensino superior é um desafio que requer das instituições uma política específica que considere todas as dimensões da acessibilidade. Este trabalho tem como objetivo apresentar o processo de escrita e os eixos da política de acessibilidade da Universidade Federal de Goiás. Trata-se de uma investigação qualitativa e descritiva, realizada na perspectiva de estudo de caso. Descritiva, no que diz respeito aos passos e etapas que constituíram a base de escrita do documento; qualitativa, na aproximação crítica do seu resultado. Como conclusão, o artigo aponta para os oito eixos com metas e ações diversas que espelham a complexidade das relações de pessoas com deficiência no espaço e vida universitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Helena Santana Dalla Dea, Prograd/UFG

Doutora em Educação Física, Adaptação e Saúde pela Unicamp. Diretora do Núcleo de Acessibilidade da Prograd/UFG e Docente do Programa de Pós-Graduação em Ensino na Educação Básica Cepae/UFG.

Cleomar de Sousa Rocha, MediaLab/UFG

Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia. Coordenador do MediaLab/UFG.

Downloads

Publicado

2016-09-27

Como Citar

SANTANA DALLA DEA, V. H.; ROCHA, C. de S. Política de acessibilidade na Universidade Federal de Goiás: construção do documento. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 28, n. 1, p. 45–63, 2016. DOI: 10.5216/rp.v28i1.43447. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/43447. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Inclusão: todos na escola de educação básica!