Povos indígenas e o ensino: reconhecendo o direito à inclusão das sociodiversidades no currículo escolar com a Lei n. 11.645/2008

Autores

  • Edson Silva Professor no Centro de Educação/Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Campus Recife.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v22i1.21213

Resumo

Nas últimas décadas, diferentes grupos sociais conquistaram e ocuparam seus espaços, exigindo um repensar sobre a organização sociopolítica e a história do Brasil. Foram questionadas as concepções do país com uma cultura única e da mestiçagem como a identidade nacional. Identidades foram afirmadas, diferentes expressões socioculturais passaram a ser reconhecidas e respeitadas. A partir de suas mobilizações, os povos indígenas conquistaram também, nas últimas décadas, considerável visibilidade enquanto atores sociais, o que vem exigindo discussões, formulações e fiscalizações de políticas públicas que respondam às demandas de direitos sociais específicos. A implantação da Lei n. 11.645/2008, que determinou a inclusão da história e culturas indígenas nos currículos escolares, possibilitará o respeito aos povos indígenas e o reconhecimento das sociodiversidades no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Silva, Professor no Centro de Educação/Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Campus Recife.

Doutor em História Social pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor no Centro de Educação/Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Campus Recife. Leciona no Programa de Pós-Graduação em História, da UFPE, no PPGH, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e no curso de Licenciatura Intercultural na UFPE, Campus Caruaru, destinado à formação de professores/as indígenas em Pernambuco

Downloads

Publicado

2012-11-29

Como Citar

SILVA, E. Povos indígenas e o ensino: reconhecendo o direito à inclusão das sociodiversidades no currículo escolar com a Lei n. 11.645/2008. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 22, n. 1, 2012. DOI: 10.5216/rp.v22i1.21213. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sv/article/view/21213. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Inclusão escolar: olhares especiais