Da prescrição à realização: os PCNS, a Prova Brasil e o professor na sala de aula de língua materna

Autores

  • Rafaela Fetzner Drey
  • Ana Maria de Mattos Guimarães

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v20i2.6088

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir o papel dos PCN e das Orientações Curriculares de Ensino Médio como prescritores do ensino de português como língua materna no Brasil e como referência para o estabelecimento de exames nacionais de avaliação do ensino, como a Prova Brasil, a partir de uma análise dos construtos teóricos que constituem esses documentos oficiais e da realidade dessas prescrições na escola. São também discutidos o papel do professor perante os PCN na sala de aula de Língua Materna no Ensino Médio e as divergências entre a realidade das prescrições e o trabalho real dos docentes.

PALAVRAS-CHAVE: PCN, Prova Brasil, trabalho real, trabalho prescrito, interacionismo sociodiscursivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-04-27

Como Citar

DREY, R. F.; GUIMARÃES, A. M. de M. Da prescrição à realização: os PCNS, a Prova Brasil e o professor na sala de aula de língua materna. Signótica, Goiânia, v. 20, n. 2, p. 447–469, 2009. DOI: 10.5216/sig.v20i2.6088. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/6088. Acesso em: 16 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo