Os construtos de “inteligibilidade” e “compreensibilidade” em dados do português brasileiro como língua adicional: um olhar via sistemas dinâmicos complexos

Palavras-chave: Inteligibilidade e Compreensibilidade de LA, Língua como Sistema Dinâmico Complexo, Aprendizes Haitianos de Português Brasileiro

Resumo

Este trabalho problematiza os construtos de “inteligibilidade” e “compreensibilidade” (MUNRO, DERWING, 2015), aproxima-os à concepção de Língua como Sistema Dinâmico Complexo, e propõe adaptações na mensuração da inteligibilidade de haitianos, aprendizes de Português como Língua Adicional (LA), por brasileiros. Contamos com 57 participantes brasileiros, divididos em três grupos (monolíngues, aprendizes de francês e aprendizes de inglês). Foram testados três diferentes modos de mensuração: percentual de palavras corretas, Escala de Likert e tempo de tomada de decisão. Os resultados preliminares apontam para a complexidade da relação entre os modos de mensuração testados, verificados por meio das diferentes respostas de cada grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jeniffer Imaregna Alcantara de Albuquerque, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil, Bolsista do PDSE (CAPES) - Seleção 2018, processo nº88881.188539/2018-01 e professora no Departamento Acadêmico de Línguas Estrangeiras Modernas na UTFPR-CT. E-mail: autor1@gmail.com.

Ubiratã Kickhöfel Alves, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Professor do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

ALBUQUERQUE, Jeniffer Imaregna Alcantara; ALVES, Ubiratã Kickhöfel. Compreensibilidade em L2: uma discussão sobre o efeito da experiência do ouvinte e do tipo de meio em excertos do Português Brasileiro produzidos por um falante haitiano. REVISTA X, v. 12, p. 43-64, 2017.

BECKER, Marcia Regina. Inteligibilidade da língua inglesa sob o paradigma da Língua Franca: Percepção de discursos de falantes de diferentes L1s por brasileiros. 2013.Tese (Doutorado em Letras)– Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

BONDARUK, Patrick Decher; ALBUQUERQUE, Jeniffer Imaregna Alcantara; ALVES, Ubiratã Kickhöfel. AEPI. Aplicativo para Estudos de Percepção e Inteligibilidade. Versão 0.01. Disponível em: aepi.e-pi.co. Acesso em: 12 maio 2018.

BROWMAN, Catherine; GOLDSTEIN, Louis. Articulatory Phonology: an overview. Phonetica, v. 49, p. 155-180, 1992.

CRUZ, Neide Cesar. Terminologies and definitions in the use of intelligibility: state-of-the-art. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 7, n. 1, p. 149-159, 2007.

DE BOT, Kees. Epilogue. In: VERSPOOR, Marjolijn; de BOT, Kees; LOWIE, Wander (ed.). A Dynamic Approach to Second Language Development: methods and techniques. Amsterdam: John Benjamins Publishing Company, 2011. p. 123-127.

DE BOT, Kees. Complexity Theory and Dynamic Systems Theory: same or different? In: ORTEGA, Lourdes; HAN, ZhaoHong (ed.). Complexity Theory and Language Development: in celebration of Diane Larsen-Freeman. Amsterdam: John Benjamins Publishers, 2017. p. 51-58.

HAN, ZhaoHong et al. Dynamic System Theory as a comprehensive theory of second language development. In: GARCÍA MAYO, María del Pilar; GUTIERREZ MANGADO, María Junkal; MARTÍNEZ ADRIÁN, María (ed.).Contemporary perspectives on second language acquisition. Amsterdam: John Benjamins Publishers, 2013. p. 199-220.

Derwing, Tracey; Munro, Murray. Second language accent and pronunciation teaching: a research-based approach. TESOL Quarterly, v. 39, n. 3, p. 379-397, 2005.

ELLIS, Nick. The dynamics of language use, language change, and first and second language acquisition. Modern Language Journal, v. 41, n. 3, p. 232-249, 2008.

ISAACS, Talia; TROFIMOVICH, Pavel. Deconstructing comprehensibility: Identifying the linguistic influences on listeners’ L2 comprehensibility ratings. Studies in Second Language Acquisition, v. 34, n. 3, p. 475-505, 2012.

KANG, Okim; THOMSON, Ron; MORAN, Meghan. Empirical Approaches to Measuring the Intelligibility of Different Varieties of English in Predicting Listener Comprehension. Language Learning, v. 68, n. 1, p. 115-146, 2018.

LARSEN-FREEMAN, Dianne. Another step to be taken: Rethinking the endpoint of the interlanguage continuum. In: HAN, ZaoHong; TARONE, Elaine (ed.). Interlanguage: Forty years later, Language Learning & Language Teaching. v. 39, p. 203-220, Amsterdam: John Benjamins Publishers, 2015.

LOWIE, Wander. Lost in state space? Methodological considerations in Complex Dynamic Theory approaches to second language development research. In: ORTEGA, Lourdes; HAN, ZhaoHong, Complexity theory and language development: In celebration of Diane Larsen-Freeman, Language Learning & Language Teaching, v. 48, n. 6, p. 123-141, Amsterdam: John Benjamins Publishers, 2017.

LOWIE, Wander; VERSPOOR, Marjolijn. Variability and variation in Second Language Acquisition orders: a dynamic reevaluation. Language Learning, v. 65, n. 1, p. 63-88, 2015.

LOWIE, Wander; VERSPOOR, Marjolijn. Individual differences and the ergodicity problem. Language Learning, v. 69, S.1, p. 184- 206, 2019.

MACHRY DA SILVA, Susiele. Aprendizagem do Português por imigrantes haitianos: percepção das consoantes líquidas /l/ e /r/. Ilha do Desterro: A Journal of English Language, Literatures in English & Cultural Studies, v. 70, n. 3, 2017.

Munro, Murray; Derwing, Tracey. Foreign accent, comprehensibility and intelligibility in the speech of second language learners. Language Learning, v. 45, p. 73-97, 1995a.

Munro, Murray; Derwing, Tracey. Processing time, accent and comprehensibility in the perception of native and foreign accented speech. Language & Speech, v. 38, p. 289-306, 1995b.

Munro, Murray; Derwing, Tracey.A prospectus for pronunciation research in the 21st century. Journal of Second Language Pronunciation, v. 1, n. 1, p. 11-42, 2015.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). Relatório “Refúgio no Brasil: uma análise estatística - Janeiro de 2010 a Outubro de 2014”. Disponível em: http://www.acnur.org/t3/fileadmin/scripts/doc.php?file=t3/fileadmin/Documentos/portugues/Estatisticas/Refugio_no_Brasil_2010_2014. Acesso em: 18 set. 2015.

SILVA, Adelaide Hercília Pescatori. Uma ferramenta para o ensino do acento primário do PB para falantes nativos do crioulo haitiano. Organon (UFRGS), Rio Grande do Sul, v. 30, n. 58, p. 175-191, 2015.

SILVA, Adelaide Hercília Pescatori. Aquisição do PB como língua de acolhimento à luz da teoria dos Sistemas Adaptativos Complexos. In: NUPFFALE, III, Porto Alegre: UFRGS, 2018. (Comunicação Oral).

VAN DIJK, Marijn, VERSPOOR, Marjolijn; LOWIE, Wander. Variability analyses in Language Development. In: VERSPOOR, Marjolijn; DE BOT, Kees; LOWIE, Wander (ed.), A dynamic approach to second language development: methods and techniques. Amsterdam: John Benjamins Publishers, 2011. p. 55-84.

VERSPOOR, Marjolijn et al. A Dynamic Approach to Second Language Development: Methods and Techniques. Amsterdam: John Benjamins Publishers, 2011.

ZIELINSKI, Beth. The intelligibility cocktail: An interaction between speaker and listener ingredients. Prospect, n. 21, p. 22-45, 2006.

Publicado
05-05-2020
Como Citar
Albuquerque, J. I. A. de, & Alves, U. K. (2020). Os construtos de “inteligibilidade” e “compreensibilidade” em dados do português brasileiro como língua adicional: um olhar via sistemas dinâmicos complexos. Signótica, 32. https://doi.org/10.5216/sig.v32.58214
Seção
Estudos Linguísticos