A memória e a infância revisitada por Bartolomeu Campos de Queirós

Palavras-chave: Bartolomeu Campos de Queirós, Memória, Infância

Resumo

Este artigo visa a analisar aspectos importantes acerca da memória em Indez, em Ler, escrever e fazer conta de cabeça e no conto “Foram muitos, os professores,” de Bartolomeu Campos de Queirós. De natureza memorialística, as narrativas resgatam o período da infância do autor mineiro vivida entre as cidades de Papagaios e Pitangui. Analisamos os conceitos relacionados à Memória e aos eventos narrados pelo autor, os quais tratam de suas experiências de infância, resgatadas para produzir a escrita da sua história familiar e da coletividade em que vivia, produzindo, no tempo da escrita, uma releitura desses eventos do passado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cássia Regina Machado Alves, Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES), Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.

Pedagoga, mestre em Letras/Estudos Literários. Atualmente é Técnico em Assuntos Educacionais no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Geerais

Referências

BACHELARD, G. A dialética da duração. Tradução Marcelo Coelho. 2. ed. São Paulo, Ática, 1994.

BENJAMIN, Walter. Teses sobre o Conceito de História. In: Sobre Arte, Técnica, Linguagem e Política. Trad. Maria Luz Moita, Maria Amélia Cruz e Manuel Alberto; Prefácio de Theodor Adorno. Lisboa, Antropos, 1992.

A memória e a infância revisitadas por Bartolomeu Campos de Queirós Cássia Regina Machado Alves • Telma Borges

BORGES, Telma. A escrita bastarda de Salman Rushdie. São Paulo, Annablume, 2011.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. Trad. Maria Leticia Ferreira. São Paulo, Contexto, 2011.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Lembrar escrever esquecer. 2. ed. São Paulo, Editora 34, 2014.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Trad. Laurént Léon Schaffter. São Paulo, Editora Revista dos Tribunais, 1990.

MINO, Sulla. Superstições – Parte I. O Mossoroense, Mossoró, RN, n.16024, 21 abr. 2012. Disponível em: http://p.download.uol.com.br/omossoroense/mudanca/pics/pdf/ EDICAO_210412.pdf. Acesso em: 20 dez.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Indez. São Paulo, Global, 2004.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Ler, escrever e fazer conta de cabeça. Belo Horizonte, Miguilim, 2001.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Foram muitos, os professores. In: ABRAMOVICH, Fanny (Org.). Meu professor inesquecível. São Paulo, Editora Gente, 1997. p. 25-33.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Manifesto por um Brasil literário [Paraty: s. n.], 2009. Disponível em: <http://www.brasilliterario.org.br/ manifesto.php> Acesso em: 25 mai. 2015.

SEIXAS, Jacy Alves de. Percursos de memórias em terras de história: problemáticas atuais. In: BRESCIANI, Stella; NAXARA, Márcia (Orgs.). Memória e (res)sentimento: indagações sobre uma questão sensível.

Campinas, Editora da Unicamp, 2009. p. 37-58.

Publicado
23-03-2020
Como Citar
Machado Alves, C. R., & Borges, T. (2020). A memória e a infância revisitada por Bartolomeu Campos de Queirós. Signótica, 32. https://doi.org/10.5216/sig.v32.57636
Seção
Estudos Literários