A desobediência epistemológica da pesquisa (auto)biográfica -

outros tempos, outras narrativas e outra universidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v22.72988

Resumo

A noção de tempo epistemológico tem sido ressignificada nas últimas décadas, por um lado, pela hiperespecialização e pela aceleração da produção acadêmica nas ciências humanas, influenciadas pelo avanço dos padrões globais de circulação do conhecimento em contextos ainda locais; e por outro, por processos cada vez mais claros de resistência epistêmica, que marcam outros tempos de produção e outras formas de se perceber a produção acadêmica, e dessa maneira configuram algum tipo de oposição às formas aceleradas de apreensão do real.  A educação está imersa nesse imbróglio e traduz essa dicotomia entre o fazer técnico-aplicado e a crítica educacional como únicas vias possíveis. Aqui, pensamos em uma terceira via, um campo que emerge como possibilidade concreta de compreensão dos tempos escolares e não escolares, do tempo marcado pelas subjetividades, que é a pesquisa (auto)biográfica. Nosso objetivo com esse texto é questionar as formas mais tradicionais de pesquisa em educação, pensando-as como metodologias que ignoram a temporalidade inscrita no fazer educativo e nas relações entre os sujeitos em diferentes espaços formativos. Este ensaio se inscreve na pesquisa (auto)biográfica e, a partir dela, num exercício de bricolagem, revisita alguns debates sobre o fazer biográfico e autobiográfico no âmbito da pesquisa em Ciências Humanas  para afirmar seu caráter de campo científico marcado pela desobediência ao proposto pela educação que se anuncia regrada pelo mercado e campo de produção no qual outros corpos, outros tempos ganham materialidade e resistência a partir da narrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-12-2022

Como Citar

MATOS-DE-SOUZA, R. A desobediência epistemológica da pesquisa (auto)biográfica -: outros tempos, outras narrativas e outra universidade. Revista UFG, Goiânia, v. 22, n. 28, 2022. DOI: 10.5216/revufg.v22.72988. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/72988. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê O espaço auto/biográfico na cultura e na extensão universitárias