Arte e formação cultural

algumas considerações sobre o papel da extensão universitária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v21.70520

Resumo

A Extensão Universitária tem um papel fundamental na gestão e fomento de ações de Cultura e Arte. Se levarmos em consideração o declínio do espírito lúdico e o avanço do racionalismo tecnicista e utilitarista no campo da Educação (básica e superior) iniciado no Brasil em meados de 1960, a Extensão Universitária surge como último refúgio de um processo denominado “formação cultural” (Bildung) que, através da articulação entre Cultura e Arte, poderá garantir uma formação (educação) mais ampla, mais ativa, mais dialógica e de forte caráter estético. Este artigo tem como escopo tecer algumas breves considerações históricas e filosóficas sobre esse problemático quadro e reivindicar o lugar da Cultura e da Arte no debate institucional (gestão universitária) e – mais propriamente – na formação acadêmica dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

20-12-2021

Como Citar

MADUREIRA, J. R. Arte e formação cultural: algumas considerações sobre o papel da extensão universitária. Revista UFG, Goiânia, v. 21, n. 27, 2021. DOI: 10.5216/revufg.v21.70520. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/70520. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê - Cultura e Universidade