Acessibilidade cultural

da formação para a política cultural

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v21.70423

Resumo

Neste texto, relatamos a experiência do Laboratório de Arte, Cultura, Acessibilidade e Saúde (LACAS), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e sua atuação em parceria com o antigo Ministério da Cultura (MinC) para a promoção da política pública de acessibilidade cultural para pessoas com deficiência. Nos últimos dez anos, através do LACAS, realizam-se o Curso de Especialização em Acessibilidade Cultural (CEAC); os Encontros Nacionais de Acessibilidade Cultural (ENAC); a coordenação integrada de ações de acessibilidade no Projeto “Um novo olhar” (UNO); entre outras ações de capacitação. Este artigo tem por objetivo descrever e analisar práticas inclusivas de acessibilidade e discuti-las tendo por base os direitos culturais das pessoas com deficiência. As ações realizadas contribuem para o desenvolvimento da temática nas universidades federais, com a produção de conhecimento na área e com o desenvolvimento do plano e do sistema nacional de cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23-12-2021

Como Citar

DORNELES, P. S.; CABRAL, I. M. .; CARVALHO, C. R. A. de. Acessibilidade cultural : da formação para a política cultural. Revista UFG, Goiânia, v. 21, n. 27, 2021. DOI: 10.5216/revufg.v21.70423. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/70423. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê - Cultura e Universidade