Debatendo relações étnico-raciais no Brasil através do cinema

a experiência do Sala de Cinema UEFS em 2020

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v21.69200

Resumo

O Sala de Cinema UEFS foi criado no intuito de oportunizar a experiência extensionista para estudantes de todos os cursos e setores da Universidade Estadual de Feira de Santana e comunidade externa, através do cinema. A proposta desse relato de experiência é apresentar os resultados dos eventos organizados ao longo do ano de 2020 que abordaram a temática das relações étnico-raciais e suas convergências com identidades de gênero, sexualidades e relações etárias. Os  cinedebates promovidos, em um contexto de pandemia mundial de Covid-19 e de intensificação dos conflitos étnico-raciais no Brasil, sucintamente descritos nesse relato, demostraram o quanto as hierarquias de raça e gênero, manifestadas pelo racismo, machismo e misoginia produzem mecanismos de violência e exclusão social, atestando a pertinência do uso do cinema como forma de produzir uma crítica contundente acerca dessas estruturas de dominação, além de promover ações efetivas de rompimento delas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

19-11-2021

Como Citar

FRANÇA, A. S. .; SANCHES, M. A. P. S.; MELLO, I. M. de M.; COSTA, M. G. C. . Debatendo relações étnico-raciais no Brasil através do cinema: a experiência do Sala de Cinema UEFS em 2020. Revista UFG, Goiânia, v. 21, n. 27, 2021. DOI: 10.5216/revufg.v21.69200. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/69200. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê - Cultura e diversidade étnico-raciais: articulando pesquisa e extensão