A Extensão Universitária E A Vivência Da Pedagogia Social: A Experiência Do Centro De Formação De Professores Em Cajazeiras-Pb

Autores

  • Maria Gerlaine Belchior Amaral
  • Aparecida Carneiro Pires
  • Maria de Lourdes Campos
  • Raimunda de Fátima Neves Coêlho

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v18i24.58637

Resumo

O texto que segue é o registro das vivências em Pedagogia Social, por meio da extensão universitária, realizadas no ano de 2018, no curso de Pedagogia, da Unidade Acadêmica de Educação, do Centro de Formação de Professores, da Universidade Federal de Campina Grande, no Câmpus de Cajazeiras - PB. Traz o relato de experiência de um Programa de Extensão intitulado “Pedagogia Social: práticas educativas em contextos diversos” composto por seis Projetos que se realizaram em quatro municípios distintos. O referido Programa foi coordenado pela Professora Dra. Maria Gerlaine Belchior Amaral e, os Projetos foram coordenados por três docentes, a saber: Professora Dra. Maria de Lourdes Campos, Professora Dra. Aparecida Carneiro Pires e pela Professora Dra. Raimunda de Fátima Neves Coêlho. Este Programa de extensão universitária teve o propósito de contribuir com a formação dos graduandos do curso de Pedagogia do CFP/UFCG, oportunizando uma experiência extensionista em Pedagogia Social. Objetivou também, promover a interlocução da universidade com a sociedade ao desenvolver práticas educativas em espaços diversos. A metodologia vivenciada pelo Programa, em seus 06 subprojetos foi lúdica e interativa. Buscou-se por meio de diferentes linguagens construir aprendizagens, a partir de um processo crítico-reflexivo, na perspectiva de aperfeiçoar a formação dos (as) graduandos (as) de Pedagogia através de vivências de práticas interdisciplinares semanais, com as crianças, abordando as diferentes áreas do conhecimento: Matemática, Língua Portuguesa, História e Geografia e Ciências. Vivenciada de forma lúdica por meio de leituras, contação de história, produção textual, desenhos, jogos educativos, dinâmicas, músicas, entre outras. Com relação aos valores espirituais foram trabalhados por meio de exposições e discussões que suscitassem o respeito, justiça, a solidariedade, sobretudo, o amor ao próximo, propondo sempre uma interlocução com um ensino ético. Quanto aos resultados é possível concluir que nos diferentes espaços onde se efetivou oportunizou vivências que promovessem o desenvolvimento humano, cognitivo, emocional e espiritual das pessoas atendidas e, desse modo, configurou-se como um instrumento de exercício de cidadania para mulheres, crianças e adolescentes que, de certo modo, encontravam-se em situação de vulnerabilidade social. Nos tempos hodiernos, a Pedagogia Social precisa assumir um compromisso ético de formar para a cidadania, para as relações sociais, para a vida em seu aspecto político, moral e crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Gerlaine Belchior Amaral

Dra. em Educação, profa. Adjunta, Campus de Cajazeiras pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG.

Aparecida Carneiro Pires

Dra. em Educação, profa. Adjunta, Campus de Cajazeiras pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG.

Maria de Lourdes Campos

Dra. em Medicina e Saúde, profa. Adjunta, Campus de Cajazeiras pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

Raimunda de Fátima Neves Coêlho

Dra. em Medicina e Saúde, profa. Associada, Campus de Cajazeiras pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG.

Downloads

Publicado

2018-12-28

Como Citar

AMARAL, M. G. B.; PIRES, A. C.; CAMPOS, M. de L.; COÊLHO, R. de F. N. A Extensão Universitária E A Vivência Da Pedagogia Social: A Experiência Do Centro De Formação De Professores Em Cajazeiras-Pb. Revista UFG, Goiânia, v. 18, n. 24, 2018. DOI: 10.5216/revufg.v18i24.58637. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/58637. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos