A Visita Técnica Sob O Olhar Dos Discentes Do Curso Superior De Tecnologia Em Análise E Desenvolvimento De Sistemas

Autores

  • Herika De Souza Coutinho
  • Gabriela Gonçalves Barbosa
  • Diego Dos Santos Rodrigues
  • Hélio Toshio Kamakawa

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v18i24.58616

Resumo

Por meio do projeto de extensão, os acadêmicos do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Instituto Federal do Paraná (IFPR) de Paranavaí, realizaram visitas técnicas (VT) em 2 empresas de desenvolvimento de software. Objetivou-se oferecer aos acadêmicos, a possibilidade de observar a dinâmica dos profissionais do setor e entender os quesitos necessários para atuar nesta profissão. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa, avaliando se as VT atenderam os objetivos das atividades de extensão do IFPR na percepção dos acadêmicos. Os resultados indicam que a VT é uma ação de extensão de suma importância ao ensino, que permitiu aos acadêmicos visualizar a aplicação dos conceitos aprendidos de forma interdisciplinar no contexto real da profissão, ampliando o universo de referência que ensejam e ao mesmo tempo estreitando as relações entre a instituição com as empresas para atuar em conjunto em busca de atender as demandas da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Herika De Souza Coutinho

Acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFPR de Paranavaí

Gabriela Gonçalves Barbosa

Acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFPR de Paranavaí.

Diego Dos Santos Rodrigues

Acadêmico do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFPR de Paranavaí.

Hélio Toshio Kamakawa

Professor EBTT IFPR de Paranavaí.

Downloads

Publicado

2018-12-28

Como Citar

COUTINHO, H. D. S.; BARBOSA, G. G.; RODRIGUES, D. D. S.; KAMAKAWA, H. T. A Visita Técnica Sob O Olhar Dos Discentes Do Curso Superior De Tecnologia Em Análise E Desenvolvimento De Sistemas. Revista UFG, Goiânia, v. 18, n. 24, 2018. DOI: 10.5216/revufg.v18i24.58616. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/58616. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos