Licenciamento ambiental e a responsabilidade civil decorrente da negligência do poder público

Autores

  • Pedro Henrique da Silva Campos Escola Superior Dom Helder Câmara, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, pedrinhscampos@gmail.com
  • Elcio Nacur Rezende Escola Superior Dom Helder Câmara, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, elcionrezende@yahoo.com.br https://orcid.org/0000-0002-2369-8945

DOI:

https://doi.org/10.5216/rfd.v42i1.44136

Palavras-chave:

Direito, Meio ambiente, Direito ambiental, Licenciamento ambiental, Responsabilidade civil

Resumo

O meio ambiente é um bem de uso comum de todos, indispensável à sadia qualidade de vida e direito fundamental, inobstante não inscrito no Título II da Constituição da República de 1988. Para sua garantia e efetividade, incumbe ao Poder Público geri-lo, exercendo encargos estabelecidos constitucional e infraconstitucionalmente. Como incumbência do Poder Público no ofício de gestor do meio ambiente está o licenciamento ambiental, indispensável à implementação de atividades efetiva ou potencialmente poluidoras. Havendo a negligência do Estado frente a essas obrigações, será trazido à lume o instituto da responsabilização civil, nos casos em que ocorrerem danos ao meio ambiente, a ser aplicado não somente ao particular empreendedor, mas também àquele.

 

Abstract

The environment is a common property use of all, essential to the healthy quality of life and fundamental right, notwithstanding not enrolled in Title II of the Constitution of the Republic of 1988. For your security and effectiveness, it is the responsibility of the Public Power manage it, applying charges established constitutionally and infra-constitutionally. As instructed by the Public in the office of manager of environment is the environmental licensing, essential to the implementation of activities effective or potentially polluting. Existing a neglect of the State forward to these obligations, will be brought to the fore the institute of civil liability, in case of damage to the environment, to be applied not only to the particular entrepreneur, but also to that.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Henrique da Silva Campos, Escola Superior Dom Helder Câmara, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, pedrinhscampos@gmail.com

Elcio Nacur Rezende, Escola Superior Dom Helder Câmara, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, elcionrezende@yahoo.com.br

Referências

BRASIL. Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Vade Mecum. 2.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

______. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1988. Vade Mecum. 2.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

______. Decreto nº 99.274, de 06 de junho de 1990. Regulamenta a Lei nº 6.902, de 27 de abril de 1981, e a Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõem, respectivamente sobre a criação de Estações Ecológicas e Áreas de Proteção Ambiental e sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/antigos/d99274.htm>. Acesso em 24 mai. 2016.

COLOMBO, Silvana Raquel Brendler. A responsabilidade civil no direito ambiental. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, IX, n. 35, dez 2006. Disponível em: <http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=1413>. Acesso em 25 mar 2016.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE – CONAMA. Resolução nº 237, de 19 de dezembro de 1997. Dispõe sobre a revisão e complementação dos procedimentos e critérios utilizados para o licenciamento ambiental. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=237>. Acesso em 25 mai. 2016.

FARIAS, Talden. Licenciamento ambiental: aspectos teóricos e práticos. Prefácio de Paulo Affonso Leme Machado. 4ª ed. Belo Horizonte: Fórum, 2013. 208 p.

FINK, Daniel Roberto; ALONSO JÚNIOR, Hamilton; DAWALIBI, Marcelo. Aspectos jurídicos do licenciamento ambiental. 2ª. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002. v. 1. 245p.

GARCIA, Leonardo de Medeiros; THOMÉ, Romeu. Direito Ambiental. 2.ed. rev. atual. e ampl. Salvador: JusPodivm, 2010.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito ambiental brasileiro. 20. ed., rev., ampl. e atual. São Paulo: Malheiros, 2012.

MELLO, Celso Antônio Bandeira. Curso de Direito Administrativo. 32. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros, 2015.

PAGEL, Rogério. A responsabilidade civil do estado frente à concessão de licença ambiental. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.9 n.18, 2012, p. 229-248. Disponível em: <http://www.domhelder.edu.br/revista/index.php/veredas/article/view/293/240>. Acesso em 31 mai. 2016.

REZENDE, Elcio Nacur; BIZAWU, K. Responsabilidade civil por danos ambientais no Brasil e em Angola: um estudo panorâmico comparado da teoria do risco criado versus a teoria do risco integral nos ordenamentos positivados do Brasil e Angola. In: Vladimir de Passos Freitas; Norma Sueli Padilha; Livia Gaigher Bosio Campello. (Org.). Responsabilidade civil por danos ambientais no Brasil e em Angola: um estudo panorâmico comparado da teoria do risco criado versus a teoria do risco integral nos ordenamentos positivados do Brasil e Angola. 1ed. Florianópolis: FUNJAB, 2014, v. 1, p. 138-155. Disponível em: <http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=86fe37cd03aa6055>. Acesso em 25 mar 2016.

THOMÉ, Romeu. Manual de Direito Ambiental. 5. ed. Salvador: Juspodivm, 2015. v. 1. 906p.

TRENNEPOHL, Curt; TRENNEPOHL, Terence. Licenciamento ambiental. 6. ed. rev. e atual. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2016.

Downloads

Publicado

2018-06-20

Como Citar

DA SILVA CAMPOS, P. H.; NACUR REZENDE, E. Licenciamento ambiental e a responsabilidade civil decorrente da negligência do poder público. Revista da Faculdade de Direito da UFG, Goiânia, v. 42, n. 1, p. 96–109, 2018. DOI: 10.5216/rfd.v42i1.44136. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revfd/article/view/44136. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos