(DES) CONSTRUÇÃO DAS MATRIZES DOMINANTES DE GÊNERO A PARTIR DE UMA ANÁLISE DAS CIÊNCIAS SOCIAIS E CIÊNCIAS JURÍDICAS: UMA UTOPIA A SER ALCANÇADA

Autores

  • SILVANA BELLINI UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rfd.v31i1.12051

Palavras-chave:

Ciências Jurídicas, Ciências Sociais, Relações de Gênero, Interdisciplinaridade

Resumo

È fato indiscutível que a interdisciplinaridade é um tema complexo, que leva a múltiplas implicações que nos mostram a impossibilidade de uma teoria abarcar a totalidade da matéria e responder às diferentes reivindicações não somente entre os campos científicos, mas também dentro deles. Relativamente às desigualdades entre homens e mulheres, necessário se faz não a busca de um modelo rígido em compartimentos estanques, mas um sistema aberto que nos instiga ao desafio das incertezas que podem ser percebidas nas propostas a partir do estudo simultâneo das Ciências jurídicas e Sociais na procura de um mundo que busque rupturas com as concepções dominantes de gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

SILVANA BELLINI, UFG

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos. Doutoranda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos.

Downloads

Publicado

2010-10-07

Como Citar

BELLINI, S. (DES) CONSTRUÇÃO DAS MATRIZES DOMINANTES DE GÊNERO A PARTIR DE UMA ANÁLISE DAS CIÊNCIAS SOCIAIS E CIÊNCIAS JURÍDICAS: UMA UTOPIA A SER ALCANÇADA. Revista da Faculdade de Direito da UFG, Goiânia, v. 31, n. 1, p. 283/294, 2010. DOI: 10.5216/rfd.v31i1.12051. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revfd/article/view/12051. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos