O formante do cantor e os ajustes laríngeos e supralaríngeos em cantores barítonos: uma investigação acústica e fibronasolaringoscopica

Autores

  • Cristina de Souza Gusmão Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
  • Mônica Pedrosa de Pádua Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
  • Mariana Oliveira Maia Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v16i2.47157

Palavras-chave:

Análise acústica da voz, Formante do cantor, Ajustes laríngeos, Técnica vocal, Pedagogia do canto lírico.

Resumo

Este trabalho apresenta resultados de pesquisa com foco no Formante do Cantor. Nosso objetivo principal foi identificar tipos de ajustes laríngeos e supralaríngeos ocorridos durante o aparecimento desse fenômeno numa emissão de voz cantada. Doze (12) barítonos foram avaliados por meio de aferições acústicas e de imagem pelo exa- me de Fibronasolaringoscopia. A gravação e a análise acústica foram feitas com os programas WaveSurfer e Praat. O principal ajuste encontrado foi o abaixamento da laringe. Outros recursos foram encontrados, alguns deles não cita- dos na literatura como ideais, possivelmente associados a questões técnicas do canto, alterações estruturais do apa- relho fonador e/ou a questões étnicas. O conhecimento desses ajustes poderá auxiliar cantores no desenvolvimento de sua técnica vocal. 

Palavras-chave: Análise acústica da voz; Formante do cantor; Ajustes laríngeos; Técnica vocal; Pedagogia do canto lírico. 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina de Souza Gusmão, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG

Graduada em Fonoaudiologia, Especialista em Voz pelo conselho Federal de Fonoau- diologia, Graduada em Música - Canto, pela Universidade do Estado de Minas Gerias, Mestre em Música pela Uni- versidade Federal de Minas Gerais. Foi professora do curso de Especialização em Voz da FONO-Hosp, BH. Cantora e professora de canto, preparadora vocal e Vocal coaching. 

Mônica Pedrosa de Pádua, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG

Graduada em Canto pela Escola de Música da UFMG, Mestre em Música pela Manhat- tan School of Music (EUA), Doutora em Literatura Comparada pela FALEUFMG. Professora adjunta da EMUFMG, atua no mestrado e doutorado nas áreas de performance e sonologia. Pesquisadora do CNPq, integra o grupo de pes- quisa Resgate da Canção brasileira. Solista em concertos e recitalista. 

Mariana Oliveira Maia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG

Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e residên- cia Médica em Otorrinolaringologia pelo Hospital das Clínicas de Minas Gerais /UFMG. Atualmente trabalha co- mo médica otorrinolaringologista no Hospital Felício Rocho e na Clinica de Otorrinolaringologia e Fonoaudiologia Amélio Maia, ambos na cidade de Belo Horizonte - MG. Atua em diversas áreas da Otorrinolaringologia e inclusive com voz falada e cantada. 

Referências

ANDRADE E SILVA M. A. de; DUPRAT, André. Voz cantada. In: FERNANDES, Fernanda D. M.; MENDES, Beatriz C. A; NAVAS, Ana Luiza P. G. P. Tratado de Fonoaudiologia. 2. ed. São Paulo: Editora ROCA, 2010.

APPLEMAN, R. The Science of Vocal Pedagogy. Indiana: Indiana University Press, 1986.

BEHLAU, Mara, AZEVEDO, Renata; MADAZIO Glaucya. Anatomia da laringe e fisiologia da produção vocal. In: BEHLAU, Mara. Voz o livro do especialista. v. 1. Rio de Janeiro: Revinter, 2001. Capítulo 1.

BEHLAU, Mara, MADAZIO, Glaucya, FEIJO, Deborah, PONTES, Paulo. Avaliação de Voz. In: BEHLAU, Mara. Voz o livro do especialista. v. 1. Rio de Janeiro: Revinter, 2001. Capítulo 3.

BELE I.V. The speaker’s formant. Journal of Voice. 20(4), 2006. p. 555-78.

BOSHOFF, P. H. The Anatomy of the South African Negro larynx. South African Journal of Medical Sciences, 10: 113-119, 1945 apud PIMENTA, J; PINHO, Sílvia M. R. A voz do Negro In:. PINHO, Sílvia M. Rebelo (Org.). Tópicos em Voz. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 2001.

BJORKNER, Eva. Musical theater and opera singing – why so different: a study of subglottal pressure, voice source, and formante frequency characteristics. Journal of Voice, v. 22, n. 5, p. 533-540, 2008.

CLEVELAND, Thomas F.; SUNDBERG, Johan.; STONE,R.E (Ed). Long-Term-Average Spectrum chacarteristics of country singers during speaking and singing. Journal of voice, v. 15, n. 1, 2001. p. 54-60.

CORDEIRO, Gislaine Ferro; PINHO, Sílvia M. R; CAMARGO, Zuleica Antonia. Formante do cantor – um enfoque fisiológico. In: PINHO, Silvia M R. Temas em voz profissional. São Paulo: Revinter, 2007. p. 23-30.

CRUZ, Thiago L. B. Estudo dos Ajustes laríngeos e supralaríngeos no canto dos contrateno- res: Dados Fibronasolaringoscópicos, Vídeo-Radioscópicos, Eletroglotográficos e Acústicos. Be- lo Horizonte: Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, 2006. Dissertação de mestrado.

DANGELO, José G; FANTINI, Carlo A. Anatomia Humana sistêmica e segmentar. 2. ed. São Pau- lo: Editora Atheneu, 2002.

DONG, Li; SUNDBERG, Johan; KONG, Jiangping. Loudness and Pitch of Kunqu Opera. Journal of voice, v. 28. n. 1, 2014.

FERGUSON S, KENNY DT, CABRERA D. Effects of training on time-varying spectral energy and sound pressure level in nine male classical singers. Journal of Voice. 24(1), 2010. p. 39-46.

LEINO T, LAUKKANEN AM, RADOLF V. Formation of the actor‘s/speaker‘s formant: A study applying spectrum analysis and computer modeling. Jounal of Voice, 25(2), 2010. p. 150-8.

MASTER S, BIASE ND, CHIARI BM, PEDROSA V. O espectro médio de longo termo na pes- quisa e na clínica fonoaudiológica. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, 18(1), 2006. p. 111-20,

MOZART, Wolfgang Amadeus. The Marriage of Figaro (Le Nozze di Figaro): Vocal Score. Ed. Ru- th Martin. New York, Schirmer, 1986.

REID, Katherine LP; DAVIS, Pamela; OATES, Jennifer, et al. The acoustic characteristics of pro- fessional opera singers performing in chorus versus solo mode. Journal of voice, v. 21, n. 1, 2007.

STEVENS, K.N; HOUSE, A. S. An acoustical theory of vowel production and some of its impli- cations. Journal of Speech and Hearing Research. v. 4, 303-320, 1961.

STONE, R.E (Ed) Jr.; CLEVELAND, Thomas F.; SUNDBERG, Johan. Formant frequencies in country singer’s speech and singing. Journal of voice, v. 13, n. 2, 1999. p. 161-167.

SUNDBERG J. Articulatory interpretation of the singing formant. Journal of the Acoustical. So- ciety of Americana, 55, 1974. p. 838-844.

. The Acoustics of the singing voice. Scientific American Offprints. Volume 236, March. Edição 3. Editora W.H Freeman, 1977

. The science of the singing voice. Dekalb, llllinois: North III. Univ. Press, 1987.

. Vocal Tract Ressonance. In: Sataloff RT. Eds. Professional voice: The science and Art of

clinical care. New York: Raven Press Ltd.; 1991. p. 49-68.

SUNDBERG J, GRAMMING P, LOVETRI J. Comparisons of pharynx, source, formantand pressure characteristics in operatic and musical theatre singing. Journal of Voice, 6(4), 1993. p. 301-10.

SUNDBERG, J.; GU, Lide.; HUANG, Qiang, HUANG, Ping. Acoustical study of classical Peking opera singing. Journal of voice, v. 26, n. 2, 2012. p. 137-143.

SUNDBERG, J. A ciência da Voz: Fatos sobre a voz na fala e no Canto. Tradução e revisão, Glau- cia Laís Salomão. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2015.

TITZE, Ingo R. Principles of voice production. Estados Unidos: Prentice-Hall, 1994.

. A short tutorial on sound level and loudness for voice. Journal of Singing, v. 70, n. 2,

p. 191-192.

VIEIRA, Maurílio N. Uma introdução à acústica da voz cantada. In: I Seminário Música, Ciência

e Tecnologia. São Paulo: AcMUS - I Seminário Música, Ciência e Tecnologia, v. 1, 2004. p. 70-79.

Downloads

Como Citar

GUSMÃO, C. de S.; PÁDUA, M. P. de; MAIA, M. O. O formante do cantor e os ajustes laríngeos e supralaríngeos em cantores barítonos: uma investigação acústica e fibronasolaringoscopica. Música Hodie, Goiânia, v. 16, n. 2, 2017. DOI: 10.5216/mh.v16i2.47157. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/47157. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos