TRAÇOS DA PEDAGOGIA DE PAULO FREIRE NA SALA DE AULA DO ENSINO SUPERIOR: O RIGOR DIALÓGICO NA AÇÃO DIDÁTICA HUMANIZADORA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46ied.especial.70042

Resumo

No presente artigo, discutimos a ação didática humanizadora no Ensino Superior, buscando traços do rigor dialógico freireano em experiências vivenciadas pelos autores em suas instituições de origem. Percorrendo caminhos da práxis freireana, apresentamos os pressupostos e categorias temáticas que orientam ações de ensino vivenciadas na Graduação e na Pós-Graduação, tomando a matriz crítico-dialógica de Paulo Freire como referencial para o planejamento e o desenvolvimento de disciplinas acadêmicas. No âmbito da sala de aula, apresentamos e discutimos duas propostas de ação didática, uma presencial e outra remota, que buscam partilhar caminhos possíveis para a construção de relações humanizadoras entre professores(as) e estudantes envolvidos na busca autêntica pelo conhecimento. Na base da proposição deste artigo, anuncia-se a vivência relacional que vem permitindo aos autores participar de uma rede colaborativa e coletiva de construção de conhecimentos, que conectam nossas ações e fortalecem nossas lutas no campo da educação libertadora.

 

Palavras-chave: Ensino Superior. Ação Didática. Diálogo. Paulo Freire.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Sola da Silva Ramos, Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), São João del-Rei, Minas Gerais, Brasil, brunasola@ufsj.edu.br

Professora Associada do Departamento de Ciências da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Pós-doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco, sob a supervisão de Maria Eliete Santiago. Coordenadora da Cátedra Paulo Freire da UFSJ e líder do Grupo de Estudos Críticos do Discurso Pedagógico (UFSJ/CNPq).

Margarete Sampaio, Universidade do Estado do Ceará, (UECE) Fortaleza, Ceará, Brasil, margarete.sampaio@uece.br

Professora Adjunta do Curso de Pedagogia do Centro de Educação (CED) e do Mestrado Acadêmico Intercampi em Educação e Ensino (MAIE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Pós-doutorado em Educação: Currículo da PUC/SP. Coordena o Grupo de Estudo Pedagogia de Paulo Freire (GEPAF). Membro da Cátedra Paulo Freire da UFPE. Autora do livro Prática pedagógica docente-discente e humanização: traços da pedagogia de Paulo Freire na sala de aula. Co-autora do livro Didática e docência: aprendendo a profissão.

Alexandre Saul, Universidade Católica de Santos (UniSantos), Santos, São Paulo, Brasil, asaul@unisantos.br

Professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação (Mestrado/Doutorado) e Coordenador da Cátedra Paulo Freire da Universidade Católica de Santos (UCS). Doutor em Educação: Currículo pela PUC-SP. Líder do Grupo de Pesquisa Currículo e Formação de Professores: diálogo, conhecimento e justiça social (UCS/CNPq).

Downloads

Publicado

2021-10-05

Como Citar

RAMOS, B. S. da S.; SAMPAIO, M. .; SAUL, A. TRAÇOS DA PEDAGOGIA DE PAULO FREIRE NA SALA DE AULA DO ENSINO SUPERIOR: O RIGOR DIALÓGICO NA AÇÃO DIDÁTICA HUMANIZADORA. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 46, n. ed.especial, p. 1276–1297, 2021. DOI: 10.5216/ia.v46ied.especial.70042. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/70042. Acesso em: 29 nov. 2022.