HACKEAR E AQUILOMBAR: AS JUVENTUDES NEGRAS CARIOCAS NO ENFRENTAMENTO AO RACISMO DE ESTADO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v47i1.68467

Resumo

Reflexiona-se sobre as estratégias de resistência desenvolvidas pelas juventudes negras cariocas, durante 2018 e 2019, a partir do diálogo entre duas experiências de pesquisa. A metodologia foi a pesquisa-ativista junto a coletivos artístico-culturais de favela e coletivos estudantis de uma Universidade Federal. Indica-se que essas juventudes articulam estratégias criativas e complementares de relevante potência política-estética-formativa: o hackeamento à institucionalidade e a promoção de ações de aquilombamento. Os estudos decoloniais e o feminismo negro auxiliam na problematização e contextualização dessas estratégias de resistência, a fim de fazer frente à violência-militarização das favelas e a manutenção de políticas de minoritização nas universidades.

PALAVRAS-CHAVE: Ação Cultural. Juventude Negra. Racismo. Resistência à Opressão.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamiris Pereira Rizzo, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Brasil, tami.rizzo16@gmail.com

Nutricionista e Mestre em Saúde Coletiva (UNIFESP) e Doutora em Educação em Ciências e Saúde pelo Instituto Nutes UFRJ.

Valentina Carranza Weihmüller, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Brasil, cw.valentina@gmail.com

Graduada em Comunicação Social (Universidad Nacional de Córdoba, Argentina); Mestra em Educação em Ciências e Saúde e Doutora em Educação em Ciências e Saúde pelo Instituto Nutes UFRJ.

Patricia Cardoso de Jesus, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Brasil, patricia.c.jesus99@gmail.com

Graduanda em Psicologia e Estudante bolsista de Iniciação Científica no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Saúde (Instituto NUTES/UFRJ).

Franciele Pereira Campos, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Brasil, fotografiascaxiasdosul2019@gmail.com

Roteirista pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro, graduanda em História da Arte e Estudante de Iniciação Científica no Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências e Saúde (Instituto NUTEs/UFRJ).

Downloads

Publicado

2022-04-30

Como Citar

RIZZO, T. P.; WEIHMÜLLER, V. C. .; JESUS, P. C. de; CAMPOS, F. P. HACKEAR E AQUILOMBAR: AS JUVENTUDES NEGRAS CARIOCAS NO ENFRENTAMENTO AO RACISMO DE ESTADO. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 47, n. 1, p. 73–90, 2022. DOI: 10.5216/ia.v47i1.68467. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/68467. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos