EDUCAÇÃO E TRABALHO NAS PRISÕES DA PARAÍBA DO SÉCULO XIX

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46i1.64980

Resumo

Este artigo tem por objetivo abordar uma experiência de aulas primárias nas cadeias da Paraíba do século XIX. Criou-se, neste processo, uma cultura escolar específica marcada pela conexão entre a escolarização, trabalho e disciplina carcerária. Os métodos de análise utilizados, documental e bibliográfico, nos apresentam alguns aspectos da composição da cultura escolar prisional. Por exemplo, as normas e controle exercidos aos alunos/presos e professores, a aplicação de punições e os métodos de ensino. Assim, é possível concluir que as aulas ofereciam limitações curriculares, restringido às noções elementares de leitura, escrita e aritmética básica, buscando ofertar apenas uma instrução prática  e elementar para o trabalho com algumas oficinas com intuito de formação dos sujeitos que realizassem uma ocupação considerada útil, mantendo, assim, o controle social e o status quo da sociedade da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suenya do Nascimento Costa, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, suenyacosta@outlook.com

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (PPGE-UFPB). Mestra em Educação (PPGE-UFPB). Graduação em Pedagogia (UFPB). Especialista em Psicopedagogia e em História da Paraíba. Integra no Diretório do CNPq o HISTED-BR (Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil), o GHENO (Grupo de Pesquisa História da Educação no Nordeste Oitocentista), na UFPB. É membro da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE).

Jean Carlo de Carvalho Costa, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil, jeanccosta@yahoo.com.br

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Pós-doutorado no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Professor e pesquisador da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no Programa de Pós-Graduação em Educação e no Departamento de Fundamentação da Educação. Integra no Diretório do CNPq o HISTED-BR (Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil), o GHENO (Grupo de Pesquisa História da Educação no Nordeste Oitocentista) na UFPB e o Grupo História das Instituições e dos Intelectuais da Educação no Brasil (PUC-SP). Membro da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE). Atua na docência superior nas áreas de Sociologia da Educação e de História da Educação, desenvolvendo pesquisas sobre História Intelectual e dos Intelectuais, História Conceitual, Teoria e História da Educação.

Downloads

Publicado

2021-04-17

Como Citar

COSTA, S. do N. .; COSTA, J. C. de C. . EDUCAÇÃO E TRABALHO NAS PRISÕES DA PARAÍBA DO SÉCULO XIX . Revista Inter Ação, Goiânia, v. 46, n. 1, p. 183–198, 2021. DOI: 10.5216/ia.v46i1.64980. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/64980. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos