PERSPECTIVA HISTÓRICA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA NO BRASIL: A CONSTITUIÇÃO DA DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR EM TEMPOS DE GLOBALIZAÇÃO

Autores

  • Elisabete Ferreira Borges Universidade de Uberaba(UNIUBE), Uberaba, Minas Gerais, Brasil, elisabete_borges@uol.com.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v45i3.62030

Resumo

Analisar a educação superior na Rede Federal de Educação Profissional, em um contexto de globalização caracterizadocomo uma realidade complexa e desafiadora, constituiu-se no objetivo deste artigo. Tendo como referencial teórico o materialismo histórico dialético, o estudo adoutou como procedimento metodológico, dois movimentos interligados: a pesquisa bibliográfica e a documental. A educação superior, nessa rede de ensino, encontra-se em fase de estruturação e consolidação. O desafio que se coloca é o de resgatar a enorme dívida em relação à maioria de brasileiros condenados à marginalidade a partir de uma herança histórica perversa, e acentuada com o rearranjo econômico globalizado que exclui milhares de pessoas de conquistas que a humanidade conseguiu por meio do capital e do desenvolvimento científico e tecnológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisabete Ferreira Borges, Universidade de Uberaba(UNIUBE), Uberaba, Minas Gerais, Brasil, elisabete_borges@uol.com.br

Possui graduação em Pedagogia - Faculdades Integradas São Tomás de Aquino (1972). Especialização em Didática - Faculdade Barão de Mauá, Especialização em Planejamento Universitário pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Mestrado em Educação (2005) - Universidade de Uberaba. É doutora em Educação pela UNIUBE, atuando como Técnica em Assuntos Educacionais no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, na Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação.

Downloads

Publicado

14-12-2020

Como Citar

Borges, E. F. (2020). PERSPECTIVA HISTÓRICA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA NO BRASIL: A CONSTITUIÇÃO DA DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR EM TEMPOS DE GLOBALIZAÇÃO. Revista Inter Ação, 45(3), 776–794. https://doi.org/10.5216/ia.v45i3.62030