FORMAÇÃO CULTURAL E MORAL: A CRÍTICA DA RAZÃO

Autores

  • Maria do Rosário Silva Resende Universidade Federal de Goiás
  • Susie Amâncio Gonçalves de Roure Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v37i1.18876

Resumo

No presente artigo o objetivo é refletir sobre a relação entre moral, razão e emancipação na sociedade contemporânea. Interessa-se, sobretudo, em confrontar a ideia de moralidade à premência de uma crítica da razão no sentido da busca pelo esclarecimento e pela autonomia, segundo o referencial da Teoria Crítica da Escola de Frankfurt. Entende-se que discutir sobre a perspectiva da ética no contexto da sociedade que se institui a partir da modernidade torna-se um passo fundamental para a apreensão das possibilidades de um processo formativo que permita a superação da heteronomia intelectual e moral do homem contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-08

Como Citar

RESENDE, M. do R. S.; ROURE, S. A. G. de. FORMAÇÃO CULTURAL E MORAL: A CRÍTICA DA RAZÃO. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 37, n. 1, p. 147–159, 2012. DOI: 10.5216/ia.v37i1.18876. Disponível em: https://revistas.ufg.br/interacao/article/view/18876. Acesso em: 28 set. 2022.