A CULTURA HISTÓRICA COMO POSSIBILIDADE INVESTIGATIVA A PARTIR DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS (AUTO)BIOGRÁFICAS COM PERSONAGENS HISTÓRICOS LATINO-AMERICANOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v23i2.52856

Resumo

Este estudo investiga como a cultura histórica latinoamericana está relacionada com a forma como os jovens tomam o conhecimento para si a partir de histórias em quadrinhos (auto)biográficas. A investigação é estruturada nas relações entre a cultura jovem, as histórias em quadrinhos e a cultura histórica de uma sociedade. Parte-se da preocupação de compreender os processos históricos vinculados à relação entre a interculturalidade e o novo humanismo (RÜSEN, 2014) e o princípio da “burdening history” proposto Bodo von Borries (2016), o qual propõe que o fardo da história pode ser superado pela interpretação multiperspectivada instauradora de controvérsia provida pela autocrítica na teoria da história (FREITAS, 2017).  Analisam-se historias em quadrinhos que narram experiências (auto)biográficas de sujeitos que enfrentaram e resistiram à escravidão, à violência política e ao racismo na América Latina e participaram dos processos revolucionários de Cuba. Além disso, o gênero (auto)biográfico nos quadrinhos é fundamental para a compreensão da imagem pública dos sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Fronza, Laboratório de Pesquisa em Educação Histórica, Universidade Federal do Paraná

Fui graduado em licenciatura e bacharelado em História, fiz mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Souu também professor de História da escola pública no Paraná

Downloads

Publicado

2019-03-09

Como Citar

FRONZA, M. A CULTURA HISTÓRICA COMO POSSIBILIDADE INVESTIGATIVA A PARTIR DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS (AUTO)BIOGRÁFICAS COM PERSONAGENS HISTÓRICOS LATINO-AMERICANOS. História Revista, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 68–96, 2019. DOI: 10.5216/hr.v23i2.52856. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/52856. Acesso em: 2 jul. 2022.