Chamada de Artigos

- Vol. 26, n. 3 (jan/abr. 2022)

DOSSIÊ: Histórias, direitos e artes na América Latina plural

Coordenadores:

Maria Cristina Vidotte Blanco Tárrega - Universidade Federal de Goiás

Tiago Botelho - Universidade Federal de Grande Dourados

Ementa:

A narrativa da memória é constitutiva da História, do Direito e das Artes. Numa perspectiva decolonial, os sentidos aí depositados são apreendidos nos diálogos entre muitos saberes, portados por uma multiversidade de sujeitos. Na América Latina, os saberes e as lutas dos povos ancestrais - aqueles que originariamente aqui viviam e outros ligados à diáspora africana (indígenas, quilombolas, caiçaras, entre outros), alicerçam a complexa relação entre esses campos de conhecimento - História, Direito e Artes. Esse dossiê busca congregar pesquisas que contemplem a pluralidade de experiências, polissemias e saberes, nas narrativas da História, do Direito, das Artes.

Submissões: até 31 de outubro de 2021

 

 

- Vol. 27, n. 1 (jan/abr. 2022)

DOSSIÊ: As Paixões entre Clio e Psique: relações de gênero, histórias, desejos e fantasias 

Organizadoras:

Ana Carolina Eiras Coelho Soares  - Faculdade de História, Universidade Federal de Goiás  

Joan W. Scott - School of Social Science, Institute for Advanced Study Princeton, New Jersey  

Ementa:

Convidamos pesquisadoras e pesquisadores interessadas/os em contribuir com o presente dossiê, a partir das perspectivas dos estudos de gênero e sexualidades, que discutam as aproximações entre a História, emoções, desejos, sentimentos e fantasias. A finalidade deste dossiê é criar uma oportunidade e um espaço de diálogo entre a proclamadora “Clio” e o alento anímico de “Psique”, em um caminho que propõe novos rumos para os saberes, em especial, para as construções das narrativas historiográficas: se relações de gênero implicam necessariamente entender as relações humanas, é preciso entender seus desejos, fantasias e discursos de imaginação. Permitir que Clio enfim possa apaixonar-se por Psique é trilhar o caminho para a construção de saberes que permitam analisar as diversas existências humanas e suas múltiplas experiências ao longo do tempo e do espaço, como complexas, repletas de sensibilidades, fantasias, jogos de sentidos únicos e sentimentos, extrapolando uma narrativa racionalista, binária, essencialista e segregadora. 

Submissões até 31 de Janeiro de 2022