Expansão E Interiorização do Ensino Superior de História: a formação do campo em Goiás

Autores

  • Norma Lucia da Silva Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Marieta de Moraes Ferreira Programa de Pós-Graduação em História Social da UFRJ.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v21i1.35396

Palavras-chave:

Ensino Superior de História, Institucionalização dos Cursos de História, Goiás.

Resumo

Este artigo analisa o processo de expansão e interiorização dos cursos superiores de História no Brasil e como se deu a formação do campo em Goiás. Com base nos dados do INEP e das instituições públicas que ofertam esses cursos, constatamos que a maioria deles, principalmente nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país, foram instituídos visando diplomar professores não havendo maiores preocupações com a pesquisa histórica ou com a formação do campo historiográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Norma Lucia da Silva, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Doutora em História Social. Professora do Departamento de História da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

http://www.senado.gov.br/legislacao/const/con1988/CON1988_05.10.1988/CON1988.pdf>

Marieta de Moraes Ferreira, Programa de Pós-Graduação em História Social da UFRJ.

Pós-Doutora em História. Professora do Programa de Pós-Graduação em História Social da UFRJ.

Downloads

Publicado

2016-09-21

Como Citar

SILVA, N. L. da; FERREIRA, M. de M. Expansão E Interiorização do Ensino Superior de História: a formação do campo em Goiás. História Revista, Goiânia, v. 21, n. 1, p. 131–153, 2016. DOI: 10.5216/hr.v21i1.35396. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/35396. Acesso em: 29 jun. 2022.