MULHER, FAMÍLIA E DOMICÍLIO EM GOIÁS NO SÉCULO XIX: CORUMBÁ E BONFIM (1851)

Autores

  • Tarcísio Rodrigues Botelho Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP), professor do Mestrado em Ciências Sociais: Gestão das Cidades e do Curso de História da PUCMinas.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v6i1.10570

Resumo

Os estudos sobre família e domicílio no Brasil avançaram significativamente nas últimas décadas, com a simultânea busca da compreensão do papel da mulher. Entretanto, os trabalhos se concentram, sobretudo, na região Centro-Sul. Assim, quero destacar a antiga província de Goiás, enfocando duas freguesias localizadas na zona centro-sul da província: Bonfim e Corumbá. O levantamento das suas populações, realizado em meados do século XIX, produziu listas contendo o nome, idade, cor, estado conjugal e condição social de toda a população das freguesias, dividida segundo o domicílio. Neste trabalho, procuro caracterizar a sua população e analisar seus domicílios, percebendo em que medida a localização dos domicílios (no meio urbano ou rural) e o sexo de seus chefes influenciaram seu perfil.

Palavras-chave: Gênero; família; domicílio; demografia histórica; Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-24

Como Citar

BOTELHO, T. R. MULHER, FAMÍLIA E DOMICÍLIO EM GOIÁS NO SÉCULO XIX: CORUMBÁ E BONFIM (1851). História Revista, Goiânia, v. 6, n. 1, 2010. DOI: 10.5216/hr.v6i1.10570. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/10570. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê