MEMÓRIAS LOCAIS, TRADIÇÕES E PRODUÇÃO DOS SABERES: EDUCAÇÃO E HISTÓRIA

Autores

  • José Adilçon Campigoto Professor de Prática de Ensino em História III da Unioeste, Campus de Marechal Cândido Rondon (PR).

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v9i1.10460

Resumo

Este artigo faz um estudo sobre narrativas, imagens e poemas referentes ao rio Paraná, buscando compreendê-los a partir das tradições sobre os rios, as águas, a fronteira, a estatuária e as formas de produção dos saberes nas salas de aulas da região oeste do Paraná. Parte-se de uma atividade de ensino realizada de forma interdisciplinar em que se utilizaram contos europeus como material de trabalho para o ensino de Português e História. Neste texto, procura-se demonstrar a importância do uso de histórias locais para as atividades escolares, pois elas representam um potencial inexplorado para a construção do conhecimento e uma forma de evidenciar as nossas tradições.

Palavras-chave: Produção do saber, hermenêutica, história.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-19

Como Citar

CAMPIGOTO, J. A. MEMÓRIAS LOCAIS, TRADIÇÕES E PRODUÇÃO DOS SABERES: EDUCAÇÃO E HISTÓRIA. História Revista, Goiânia, v. 9, n. 1, 2010. DOI: 10.5216/hr.v9i1.10460. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/10460. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê