Mapeamento da produção artístico- acadêmica de Dança nos programas brasileiros de pós-graduação em Artes: um olhar sobre os métodos de investigação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v26.72515

Palavras-chave:

Dança, Método de Pesquisa, Pesquisas Artístico-Acedêmicas

Resumo

Este artigo teve como objetivo identificar como a Dança é utilizada em teses e dissertações produzidas entre 2016-2020 nos programas de pós-graduação em Artes no Brasil. A Dança pode assumir lugares distintos numa pesquisa: como objeto, experimento, tema ou como forma de realizar os dados coletados. A maior parte dos trabalhos neste levantamento utilizou a Dança como objeto de pesquisa, o que implica que a Dança pode ser compreendida como parte de um sistema teórico. Apesar de a maior parte dos estudos considerarem a Dança dessa forma, foi possível encontrar um amplo leque de possibilidades de experimentações, desdobramentos, especulações e conjecturas sobre o lugar da Dança nos métodos de pesquisa.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Bizerra, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo, Brasil andre.bizerra@usp.br

Professor-artista-pesquisador. Doutorando no Programa Mudança Social e Participação Política (PROMUSPP) da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP). Mestre e Bacharel em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu. Tem experiência na área artística da Dança e se dedica às investigações sobre pedagogias artísticas, consciência corporal, práticas corporais alternativas e métodos qualitativos de pesquisa. Professor do método Pilates e Dança Experimental. Professor convidado nos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu: Dança e Consciência Corporal na Universidade Estácio. Professor na Escola Livre de Dança de Santo André (ELD) e diretor e coreógrafo da BIZ cia de dança.

Marilia Velardi, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo, Brasil marilia.velardi@usp.br

Sou professora na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH/USP) nos cursos de graduação em Educação Física e Saúde e no Ciclo Básico. Na mesma Escola sou também docente e orientadora no Programa de Pós-Graduação em Mudança Social e Participação Política. Na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) atuo como docente nos cursos de bacharelado em Música e na Pós-Graduação em Artes Cênicas. Como professora e pesquisadora eu volto minhas atenções para as investigações qualitativas e radicalmente qualitativas, buscando conhecer e construir conhecimento sobre possibilidades de investigação acadêmica especialmente em Artes e a partir das Artes. Interesso-me também pelas discussões e estudos sobre epistemologias artísticas e latino-americanas como suportes para as pesquisas acadêmicas, especialmente quando os estudos são de natureza transdisciplinar. Na extensão proponho intervenções, performances, encenação e projetos de investigação junto a artistas, e, mais frequentemente, junto à cantoras e cantores líricos, estimulando e construindo práticas e estudos sobre preparação corporal para a performance, encenação e criação. O lócus dessas investigações é, desde 2005, o NUO-Ópera Lab. e desde 2018 o curso de Canto e Arte Lírica do CMU/ECA-USP. Realizo, ainda, pesquisas e ações colaborativas com grupos e pesquisadores dos campos da Saúde, da Educação, das Artes da Cena, da Música e dos Estudos Sociais. Na EACH/USP eu coordeno o Grupo de Estudo e Pesquisa ECOAR - Estudos em Corpo e Arte, que atualmente tem como focos: (a) a construção de conhecimento com artistas sobre a Arte; (b) a busca por epistemologias artísticas como suporte para as investigações qualitativas e (c) a criação de estruturas de performances dos dados ou dos conhecimentos produzidos nas investigações. Sou integrante da ADISP (A Day in Spanish in Portuguese), núcleo organizador do dia de apresentações de trabalhos nestes idiomas durante o International Congress of Qualitative Inquiry, evento anual coordenado por Norman Denzin e James Salvo na Universidade de Illinois em Urbana-Champaign.

Downloads

Publicado

2023-02-27

Como Citar

BIZERRA, A.; VELARDI, M. Mapeamento da produção artístico- acadêmica de Dança nos programas brasileiros de pós-graduação em Artes: um olhar sobre os métodos de investigação. Pensar a Prática, Goiânia, v. 26, 2023. DOI: 10.5216/rpp.v26.72515. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/72515. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Revisão